24 de janeiro de 2020

Radar Literário

Eis o primeiro Radar Literário do ano e vem bem recheado, que este mês tive 2 semanas de férias, então tempo para cuscar livros não me faltou. Entre livros que eu própria pesquisei e me suscitaram a curiosidade, e livros cujas críticas me agradaram, vieram cá parar nove livros. Nove livros bastante diversos nas temáticas e nos autores. Se alguém já leu algum deles, diga de sua justiça.


Serotonina, de Michel Houellebecq
A Avó e a Neve Russa, de João Reis
Nicholas and Alexandra, de Robert K. Massie


Caim, de José Saramago
Louder than Hell, de Jon Wiederhorn e Katherine Turman
The Late Show, de Michael Connelly


Maybe You Should Talk to Someone, de Lori Gottlieb
I'll be Gone in the Dark, de Michelle McNamara
A Killer's Mind, de Mike Omer

20 de janeiro de 2020

The Secret History - Opinião

Título: The Secret History
Autor: Donna Tartt
Editora: Penguin Books
Páginas: 629
Sinopse:
"Under the influence of their charismatic classics professor, a group of clever, eccentric misfits at an elite New England college discover a way of thinking and living that is a world away from the humdrum existence of their contemporaries. But when they go beyond the boundaries of normal morality their lives are changed profoundly and for ever."

Opinião:

Quando parti para esta leitura, nunca tendo lido nada da autora, já sabia que os livros de Donna Tartt não reúnem consenso. Por esta mesma razão ainda tive maior vontade de o ler para perceber o porquê das várias opiniões, começando este livro com muita curiosidade.

Nas primeiras páginas do livro percebemos logo que há um crime que é cometido e uma das personagens morre. O que aconteceu até esse momento é contado por Richard, um dos seis alunos que estão na faculdade a aprender grego antigo. O facto de serem somente seis numa turma a aprender algo que mais ninguém aprende, fazem-nos crer que estão numa espécie de elite, que são um grupo de jovens privilegiados e mais sofisticados do que os outros. Para além de Richard, um rapaz da California oriundo de uma família pobre, seguimos pelos seus olhos a vida universitária em Vermont juntamente com os seus colegas Henry, Francis, Bunny e os irmãos gémeos Charles e Camilla. 

E o que é que eu tenho a dizer? Gostei bastante deste livro, mas percebo porque é que algumas pessoas têm sentimentos mistos ou não gostam deste livro. Não é um livro difícil, mas por vezes pode soar pedante, as personagens snobs e altivas, demasiado fechadas no seu círculo e, por isso, pode levar a que alguns leitores simplesmente não queiram saber do que lhes acontece. 

Para mim, este livro fala-nos de jovens à procura da sua identidade e do seu lugar no mundo dos adultos. Todos têm as suas inseguranças e sentem-se profundamente atraídos pela cultura clássica, tentando emular alguns rituais, como os de Dioníso, numa tentativa de parecerem sofisticados, cultos e sábios, como aqueles que eles admiram. Se podem parecer pretensiosos? Sim, completamente. Mas acho que é esse o objectivo da autora quando os caracteriza desta forma. São as suas inseguranças e os seus medos que propiciam as suas acções, provando que apesar de todas as suas tentativas em parecerem mais do que aquilo que são, estes jovens são imaturos, auto-isolam-se da restante comunidade escolar, esperando alcançar a sofisticação e a intelectualidade do mundo da Grécia antiga. 

Há, ainda, uma tentativa de escape para todas as personagens - escape às suas famílias, às realidades que deixaram para trás quando ingressaram na universidade, até um escape à restante comunidade escolar na qual, provavelmente e a nível individual, não se conseguiriam incluir. Estas personagens encontram pontos em comum neste aspecto: não se encaixam em mais lado nenhum. E é esse sentimento de pertença que os une numa relação de amizade intensa, mas que acaba por afastá-los das restantes pessoas. 

Gostei bastante do livro pelo percurso que fazemos e pela forma como vamos conhecendo aquelas personagens. Apesar de a narrativa ser contada através do ponto de vista de uma das personagens, Richard, inicialmente o outsider do grupo, senti sempre isso mesmo, que Richard nunca fez parte desse grupo, de forma completa, e isso acaba por toldar a visão dele sobre os acontecimentos que narra. Há culpa, remorso, tristeza, talvez até solidão e uma certa nostalgia de olhar para um passado que, não estando isento de actos condenáveis, transporta-o para um período de descoberta, de experiências novas, de amizade e pertença. Porque todos nós, de uma forma ou de outra, mais ou menos, queremos pertencer a algum lado. E o que torna a leitura compulsiva não é tanto saber o que aconteceu no que diz respeito ao crime propriamente dito, mas sim de que forma as acções tomadas têm consequências a nível individual e na dinâmica de grupo. 

5/6 - Muito Bom

(Esta leitura conta para o desafio Mount TBR Reading Challenge 2020)

17 de janeiro de 2020

Livros para amantes de Law and Order: SVU



Já há alguns anos que esta série me tem conquistado. Seja pela investigação criminal e julgamentos de processos, seja pelas personagens fortes e determinadas, principalmente as femininas, seja pelos enredos construídos à volta das próprias personagens principais, que vão para além dos crimes, esta série agarra-me sempre que vejo um episódio. E está no ar há 20 anos! Vamos na 21ª temporada e não me canso desta série. Adoro a detective Olivia Benson e todos os que a acompanham.

E volta e meia, claro, ponho-me a pensar: Então e livros? Que livros há por aí para quem gosta de Law & Order: SVU? Pus-me a investigar e venho aqui partilhar algumas das sugestões de leitura que encontrei. Por isso, se gostam desta série criminal e andam à procura de livros semelhantes à narrativa da série, esta lista é para vocês!


True Stories of Law and Order: SVU - Kevin Dwyer e Juré Fiorillo

Acho que não podia deixar este de lado, afinal este livro é sobre os crimes reais e os detectives que os investigaram e que deram origem à série. São os factos por detrás da ficção desde o crime cometido, à investigação, detenção e julgamento dos criminosos. 


I'll be Gone in the Dark - Michelle McNamara

Este livro resulta da investigação por parte da jornalista Michelle McNamara sobre o assassino de Golden State. É, por isso, um livro de não ficção sobre um assassino que, durante mais de 10 anos, conseguiu sempre escapar à polícia. Com uma introdução de Gillian Flynn, autora de livros como Gone Girl e Sharp Objects (que li e adorei ambos) deve ser qualquer coisa.



Speak No Evil - Allison Brennan

Aqui já entramos no âmbito da ficção. Neste livro temos um crime particularmente violento cometido contra uma rapariga de 18 anos e a subsequente investigação por parte da detective Carina Kincaid, em San Diego, na California. Fiquei bastante curiosa com este livro.


The Late Show - Michael Connelly

Temos mais um thriller policial sobre uma detective, Renée Ballard que trabalha sempre no turno da noite e se depara com dois crimes: a agressão brutal de uma prostituta e o assassinato de uma mulher num tiroteio numa discoteca. 


The Drowned Girls - Loreth Anne White

Mais uma vez, também neste livro temos uma detective, Angie Pallorino, em dois casos que lidam com um violador em série: uma mulher desconhecida que é deixada num cemitério, em coma, depois de ser agredida de forma violenta e uma mulher que é encontrada num rio, com as mesmas marcas de agressão que a primeira.


Se tiverem mais sugestões para esta lista, digam nos comentários!

13 de janeiro de 2020

Projecto "Ler a Rússia em 2020"


Durante o natal passado vi de enfiada a série da Netflix Os Últimos Czares e dei por mim a pensar que sei muito pouco sobre a história e a cultura russa, e além do Lolita, de Nabokov, e de Crime e Castigo, que li há muitos anos, de Dostoyevsky (que adorei e é um dos meus livros favoritos de sempre), também não tenho grande conhecimento sobre a literatura russa. Por isso, decidi que este ano queria dar atenção à Rússia e as hipóteses são imensas! Por isso, ficam aqui alguns livros nos quais estou de olho e que se afiguram como hipóteses de leitura para este ano. Não os vou ler todos, mas ficam aqui para referência. Se tiverem sugestões acrescentem nos comentários - aqui ou no Instagram. E se se quiserem juntar, estejam à vontade!


A Morte de Ivan Ilitch, de Leo Tolstoy
Pais e Filhos, de Ivan Turgeniev
O Idiota, de Fyodor Dostoyevsky
Almas Mortas, de Nikolai Gogol
A guerra não tem rosto de mulher, de Svetlana Alexievich
Nicholas and Alexandra, de Robert K. Massie
A People's Tragedy: The Russian Revolution, de Orlando Figes

6 de janeiro de 2020

Bout of Books 27 - Goals and Progress


Like every past Bout of Books, here is the post with my goals for this readathon as well as my progress throughtout the week that I will be updating every day.

My goals:

  • To read every day for at least 1 hour
  • To read at least 50 pages every day
  • To participate in at least 2 Bout of Books challenges

My progress

Monday (Day 1)

Time devoted to reading: 30 minutes
Number of pages read today: 10 pages of The Secret History, by Donna Tartt
Total number of pages read so far: 10 pages
Notes: Today was mostly devoted to finishing one of my thesis' section, so I didn't read that much... When I got to bed I was tired of reading and writing all day, so I just gave up after 10 pages. But I'm expecting to do better on Tuesday!

Tuesday (Day 2)


Time devoted to reading: 3 hours
Number of pages read today: 70 pages of The Secret History, by Donna Tartt
Total number of pages read so far: 80 pages
Notes: Today was a far better day than yesterday. I was able to do everything I needed and wanted to do, and on top of that I managed to read for 3 hours. It was a good day and I'm really enjoying the book I'm reading!

Wednesday (Day 3)

Time devoted to reading: 1 hour and 40 minutes
Number of pages read today: 35 pages of The Secret History, by Donna Tartt
Total number of pages read so far: 115 pages
Notes: Today I worked on my thesis and then I discovered the Netflix's series Dracula, so I spend more than 4 hours watching it. I only read at night, before falling asleep, but still I think it was a good day. I'm loving the book and I didn't want to put it down!

Thursday (Day 4)

Time devoted to reading: 1 hour and 40 minutes
Number of pages read today: 35 pages of The Secret History, by Donna Tartt
Total number of pages read so far: 150 pages
Notes: Today I spent the day with a friend of mine so I only read while commuting. When I arrived home I couldn't read anymore because I had a massive headache. Bummer!

Friday (Day 5)

Time devoted to reading: 30 minutes
Number of pages read today: 10 pages of The Secret History, by Donna Tartt
Total number of pages read so far: 160 pages
Notes: Today I was overcome by laziness and I didn't read. My mind was so far away that I couldn't concentrate properly, so I gave up after 30 minutes and decided that today was not a good day to read. And that's ok! If you can't, you can't.

Saturday (Day 6)

Time devoted to reading: 1 hour and 30 minutes
Number of pages read today: 30 pages of The Secret History, by Donna Tartt
Total number of pages read so far: 190 pages
Notes: So, today was a lot better than yesterday. Still, I wish I had read more than I did, but it wasn't a good mental health day, so I had to have a little patience with myself. However, I managed to read before falling asleep and I'm really motivated to keep on reading on Sunday, because I'm really loving this book.

Sunday (Day 7)

Time devoted to reading: 3 hours
Number of pages read today: 78 pages of The Secret History, by Donna Tartt
Total number of pages read so far: 268 pages
Notes: Today I was really motivated to read and I managed to read quite a lot! Donna Tartt writes really well and the plot is so intriguing, it's not easy to put the book down.


Wrap-Up

And so it ends! One week of intense reading, which reminds me that one week of vacations has gone  by as well... *cries a bit* Overall, I think I had a really good week of reading: I managed to read more than what I am used to, but I think I'm going to keep the momentum and keep on reading more or less at this pace. This readathon has helped me with my progress on The Secret History and I'm really loving it. So here is the final wrap-up of the week:

Total time devoted to reading: 12 hours and 50 minutes. That is really good for me! I usually read a lot less, but I'm feeling really good about myself for this. It made me prioritize reading over watching crappy TV, and it helped me to remind myself that it is possible to keep reading even if you work, have a thesis to write, have family/friends gatherings, etc.
Total number of pages read: 268 pages. I haven't read this many pages in a week I don't know for how long, so it was a really good week!

4 de janeiro de 2020

Bout of Books 27 - Sign-Up

This post will be in English and in Portuguese.


Since I am starting my vacations on Monday, I thought it would be the perfect time to start my reading year with a Bout of Books! So, as usual, the read-a-thon will last for a week starting Monday, January 6th, until Saturday, January 12th. Here is the usual blurb:

The Bout of Books read-a-thon is organized by Amanda Shofner and Kelly Rubidoux Apple. It is a week long read-a-thon that begins 12:01am Monday, January 6th and runs through Sunday, January 12th in whatever time zone you are in. Bout of Books is low-pressure. There are challenges, Twitter chats, and a grand prize, but all of these are completely optional. For all Bout of Books 27 information and updates, be sure to visit the Bout of Books blog. - From the Bout of Books team

 ***

Uma vez que vou começar as minhas férias na segunda-feira, pensei que esta seria a altura perfeita para me iniciar o ano com uma maratona literária como a Bout of Books! Como de costume, terá a duração de uma semana e decorrerá entre o dia 6 e 12 de Janeiro, de segunda a domingo. Para mais detalhes e para se inscreverem, podem ir ao blog oficial.

1 de janeiro de 2020

Planos para 2020



Há algum tempo que não faço planos no que toca às minhas leituras, mas estes últimos meses têm corrido tão bem, que me atrevo a fazê-lo. Assim, aqui ficam as minhas metas para 2020:


  • Ler, pelo menos, 20 livros. Se consegui ler quase 10 nos últimos meses deste ano, então acho que posso almejar aos 20!
  • Ler todos os dias, pelo menos uma hora por dia. Foi o que me ajudou este ano a avançar com as leituras e quero continuar com este hábito.
  • Conseguir completar os desafios a que me proponho, seja no Goodreads, seja o desafio Mount TBR Reading Challenge, no qual irei participar. Também vou participar num desafio lançado no Instagram pela Maria Inês e pela Olha o que eu já li: o "Ler é Conhecer", que irá decorrer o ano inteiro e se destina a aprendermos com os livros, sobre personagens e/ou eventos históricos, sobre o feminismo ou outras culturas e religiões. Não sei se irei participar em alguma Bout of Books também, mas é algo que gostava que acontecesse.
  • Voltar a Brandon Sanderson e ler o Oathbringer, finalmente.
  • Apostar em livros de não-ficção que não sejam relacionados com a tese.

São estas as minhas metas e os meus objectivos para 2020. Neste momento estou bastante motivada para os seguir, mas o que me interessa mesmo é ler. Ler por prazer, porque me apetece, porque me faz bem.

Desejo a todos um feliz 2020 e obrigada por se manterem desse lado até agora!