26 de março de 2010

Novidades Bertrand para Março

Hoje, a editora Bertrand lança para as livrarias os seguintes livros:

Título: Como Deus Manda
Autor: Niccolo Ammaniti
Colecção: Ficcção Contemporânea
Páginas: 448
Sinopse:
"Cristiano tem treze anos e uma vida bem longe da perfeição. Quando o seu pai e dois amigos (Danilo e Quattro Formagi, o primeiro incapaz de superar a morte da filha e o abandono da mulher e o segundo com delírios psicóticos) engendram um plano para assaltarem um banco, Cristiano vê nisso a possibilidade de uma vida melhor. Mas as coisas não correm bem. Numa apocalíptica noite de tempestade, o papel desempenhado por cada uma das personagens irá desencadear consequências terríveis. Enquanto isso, solidariedade, compaixão e lealdade alternam com episódios trágico-cómicos, onde não falta degradação moral (drogas, sexo e pornografia, adultérios, roubo e assassinato)."

Vencedor do Prémio Strega 2007, publicado em 44 países e com 700 mil exemplares vendidos apenas em Itália, Como Deus Manda, do italiano Niccolò Ammaniti, é um marco na literatura actual devido a sua crua linguagem.
«Salpica energia e perigo como água de um mar picado... Muito difícil de poisar», escreveu o Daily Mail.

Podem ler um excerto aqui: http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=188&id_news=442249

Título: Desforra
Autor: Margaret Atwood
Colecção: Ensaios e Documentos
Páginas: 192
Sinopse:
"Numa perspectiva inesperada sobre o tópico da «dívida» - um tema bem actual nestes tempos de convulsão económica causada pela derrocada de um sistema de entrelaçamento de dívidas –, a lendária escritora Margaret Atwood explora o significado da dívida através dos tempos. Muitos nos perguntamos a nós próprios: como pudemos permitir que uma tal derrocada acontecesse? Até que ponto é antigo e inevitável este padrão humano?
Na sua vasta, divertida e imaginativa abordagem do tema, Margaret Atwood avança a ideia de que a dívida é como o ar que respiramos – algo que tomamos como dado até ao momento em que as coisas correm mal. E nessa altura, enquanto tentamos ganhar fôlego, ficamos subitamente muito interessados no assunto."

Título: Rei Artur
Autor: M. K. Hume
Colecção: Grandes Romances
Páginas: 440
Sinopse:
"A Idade Média: um tempo de caos e sangue derramado. As legiões romanas abandonaram há muito as Ilhas e o despótico Uther Pendragon, Grande Rei da Bretanha céltica, está prestes a morrer. Enquanto o tirano hesita, o seu reino está a ser despedaçado pelas querelas de reis menores que competem entre si pelo seu trono.
Nascido de parentesco desconhecido, Artorex cresce na casa de Lorde Ector, que acolheu Artorex em bebé nos seus braços. Um dia, três homens influentes chegam à villa de Ector e tratam das coisas para que a Artorex sejam ensinadas as técnicas marciais do guerreiro: espada e escudo, cavalo e fogo, dor e bravura. Quando regressam, anos mais tarde, Artorex está não apenas treinado nas artes do combate, como é também um homem casado.
O país encontra-se numa situação desesperada, porque as grandes cidades do leste estão a cair perante a ameaça das hordas saxónicas. Apesar de Uther, Artorex torna-se um chefe de guerra e vence muitas batalhas que lhe fazem ganhar a confiança dos guerreiros celtas e provam que só ele consegue unir as tribos.
Mas para cumprir o seu destino e tornar-se o Grande Rei dos bretões Artorex tem de encontrar a coroa e a espada de Uther. O futuro da Bretanha está em jogo."

Título: O Cão dos Baskervilles
Autor: Arthur Conan Doyle
Colecção: Clássicos
Páginas: 200
Sinopse:
"Clássico da literatura policial, adaptado inúmeras vezes ao cinema, O Cão dos Baskervilles acaba de chegar às livrarias nacionais com a chancela Bertrand Editora.
Há cinco séculos que o Solar dos Baskerville alberga a família Baskerville. Quando o senhor da casa, Hugo Baskerville, aparece morto, com indícios de ter sido atacado selvaticamente por um animal, surge a lenda de que a propriedade é habitada por um cão negro, diabólico, que lança fogo pelos olhos e pela boca. Todos temem o terrível animal, e quem se atreve a aproximar-se da charneca junto ao solar onde a besta domina, morre. E é o que acontece a Sir Charles Barkerville, que aparece morto. A morte é desde logo atribuída ao cão que espalha o terror pelas redondezas.
O novo senhor do Solar, Henry Baskerville, sobrinho de Sir Charles, decide então recorrer a Sherlock Holmes para resolver o mistério que envolve a morte do tio. Com a sua habitual argúcia, Holmes parte para o Solar, juntamente com o inseparável Doutor Watson, para procurar descobrir o misterioso animal e tentar impedi-lo de matar mais alguém, pois o perigo espreita em todo o lado."

Fonte: Diário Digital

2 comentários:

Morrighan disse...

Tenho uma grande curiosidade no livro do Rei Artur =)

Diana disse...

Então já somos duas! ;)