26 de junho de 2010

Sexo, Intrigas e Glamour - Opinião

Título: Sexo, Intrigas e Glamour
Autor: Lauren Weisberger
Editora: Editorial Presença
Colecção: Champanhe e Morangos, nº32
Páginas: 380
Sinopse:
"Bette Robinson está prestes a fazer algo de absolutamente impensável: despedir-se do emprego no banco onde trabalha há cinco anos sem ter quaisquer outras perspectivas de carreira… E agora? Um pouco por um feliz acaso, Bette conhece Kelly, dona de uma empresa de Relações Públicas especializada em organizar os eventos mais estrondosos de Nova Iorque. Num ápice, Bette vê-se dominada por um mundo exuberante de festas de arromba até de madrugada, acesso às zonas VIP dos mais famosos clubes nocturnos e o convívio com as celebridades mais desejadas do momento... Uma viagem guiada pela Manhattan nocturna e um retrato divertido e inteligente do universo da beautiful people."

Opinião:

Não li o livro da mesma autora O Diabo Veste Prada, mas vi o filme há pouco tempo e a primeira ideia que me veio à cabeça foi: versão deste primeiro, mas em vez do assunto ser moda, é relações públicas e publicidade.
Dito isto, Bette é a típica rapariga que tem um emprego estável, embora enfadonho e repetitivo, num banco, trabalhando umas 16 horas por dia sem sequer ter autorização para ir almoçar. Vive sozinha, com a cadela Millington e tem uma vida social inexistente, à excepção de algumas saídas com os seus amigos Penelope e Michael e quando vai tomar o "brunch" com o tio Will e o seu namorado Simon. Bette é uma rapariga simples, alheia ao mundo e às notícias sobre celebridades e festas desse género e é uma leitora àvida de romances do género "Harlequim".

Contudo, Bette despede-se do seu emprego no banco e, depois de algum tempo desempregada, acaba por arranjar um trabalho numa empresa de relações públicas que se ocupa de organizar as festas mais badaladas de Nova Iorque, por intermédio do seu tio Will.
Digamos que ela é lançada um bocado aos leões. Começa a trabalhar na empresa chefiada por Kelly e entra num mundo de grandes festas, de convivência com celebridades, começa a frequentar as discotecas mais "in" e entra num mundo onde gastar dinheiro não é um problema. Porém, Bette não encaixa e não se identifica com esta nova esfera mas acaba por sacrificar os amigos, a família e até uma paixão pelo seu novo emprego. Como forma de arranjar publicidade para a sua empresa e para os eventos que são organizados, Bette vê-se quase obrigada a frequentar certos espaços na companhia de certas pessoas. Se eu quisesse ser mázinha, diria que ela se vendia em troca de boa publicidade para a empresa.
Mas, como era um pouco de prever, a história acaba bem e Bette tem o final feliz que tanto idealizou quando lia romances "Harlequin". O único ponto que me pareceu negativo é o facto da narrativa ser previsível...

Este não é um livro que eu escolheria, à partida, numa livraria. Mas decidi experimentar porque nunca li nenhum livro deste género. O livro é de leitura fácil, tem as suas pitadas de humor, descreve bastante bem o mundo frenético de quem trabalha na área das relações públicas e organização de eventos, das intrigas e mentiras que às vezes têm que se suportar só para manter a aparência e conseguir publicidade, e todas as pressões a que, principalmente as mulheres, estão sujeitas para parecerem bonitas, magras e sempre sorridentes no mundo das celebridades.

Penso que dentro do género é um livro bom. E a única razão porque digo "penso que" é o facto de eu nunca ter lido livros do género. A única comparação que posso fazer é com o filme O Diabo Veste Prada e, como tal, esta história é-nos contada no mesmo tom, e tem algumas semelhanças em relação a algumas personagens. Para quem gosta de "chic-lit" e de histórias passadas numa grande cidade, com todos os pormenores sobre festas, celebridades, as ruas e lojas mais frequentadas, com a rapariga simples que não se encaixa bem mas acaba sempre por dar a volta, é um livro a considerar.

3/6 - Bom, com reservas

6 comentários:

Patrick D. disse...

Nem sabia que tinhas um blog... >.> Sou mesmo despassarado.

Coincidencia - comecei a ler este titulo há poucos dias, pois parece que preciso de algo para 'temperar' o "Hearts Blood" da Juliet Marillier.

Ainda não tenho uma opinião, mas se for como o "Chasing Harry Winston" (que a Claudia publicou na minha ultima remessa de leituras), devo gostar de todo.

Carla disse...

Queria aproveitar para divulgar o meu bloog que se chama atmosfera dos livros.

Lá vou sortear todas as semanas um ou dois livros da minha biblioteca pessoal, livros esses que tenho repetidos mas que ou não têm nada escrito, refiro-me ao meu nome claro, ou só têm é somente o meu nome, local e data. Julgo de grátis não pode ser melhor...

PARTICIPEM VALE APENA...

Espero que não te importes de divulgar aqui neste cantinho a atmosfera dos livros.

Desde já fico muito grata pela tua atenção e dos demais.

;)BOAS LEITURAS;)

Carla disse...

Pois Patrick é normal, só ontem é que o fiz ;)

Beijocas...

:)Boas leituras. :)

Diana disse...

Carla, essa do Patrick era para mim... ;)

Patrick é inadmissível que tu não saibas que eu tenho um blog!! lol just kidding ;)
Já há mais de um ano, mas olha, mais vale tarde do que nunca!

Em relação ao livro, achei-o parecido como The Devil Wears Prada. Em relação à construção da narrativa, ao desenvolvimento das personagens...tem uma estrutura parecida (pelo menos com o enredo do filme, porque não li o livro).

Patrick D. disse...

Hehe, estamos todos desencontrados, mas não há problema.
Carla, vou já adicionar o teu aos meus marcadores.

Haha, sim - inadmissível. "Forgive me, milady..." ;P

Já que estamos nessa, aqui está a link p'ró meu blog: Fox Lunacy

Acabei de fazer um resumo a uma série televisiva que acabo de 'provar'. Adorei, mas isto já vem do meu vício para com boa ficção scientífica. :)

Bem, tenho que, como dizem os putos "bazar"!
XD
Jocas p'ra todas!

Carla disse...

Que tonta que eu sou, realmente ...
desculpem.
;)Boas leituras;)