29 de setembro de 2012

Habemus Kobo!!


Já há algum tempo que andava a pensar em comprar um e-reader e explorei várias opções no que dizia respeito ao Kindle, que era aquele que eu ia comprar. Mas, entretanto, esta semana a FNAC pôs à venda nas suas lojas o Kobo e eu tive de ir a correr pôr as minhas mãos num deles. O preço era um dos atractivos, uma vez que me iria ficar mais barato do que se fizesse a encomenda do Kindle, para além de não correr o risco de ficar na alfândega e depois ainda ter que pagar mais por isso... Mas adiante. Informei-me pela internet fora, analisei prós e contras, comparações, falei com quem tem Kindle e decidi-me. Comprei o Kobo! E, a pedido de várias famílias, aqui vão as primeiras impressões.
Aviso: as imagens estão um pouco escuras, o ecrã não é assim tão escuro. E se carregarem nas imagens, podem vê-las aumentadas


O aparelho em si:

Em termos de dimensões, o Kobo é praticamente igual ao Kindle mas o ecrã é touch. vem com um cabo para ligar ao pc, tanto para carregar a bateria como para transferir os ebooks e com um pequeno manual de instruções para começarmos a funcionar com ele. Não tem manual de instruções sobre os menus, funções, definições, etc. Mas ligando o Kobo, uma pessoa vai-se aventurando, explorando e os menus não são nada complicados. Como é touch-screen, só tem dois botões físicos: um para ligar e desligar o aparelho e outro que, quando carregado, vai dar sempre ao menu principal. A memória do Kobo é de 2gb, mas tem uma slot para cartões micro-SD, podendo a memória chegar aos 32gb. E isso é muito livro! Além disso, está disponível em várias cores: preto, branco, rosa, azul e prata. Como já não havia o modelo em preto, comprei o branco.

Menus:

Primeiro, o ecrã principal mostra-nos as capas dos últimos 5 livros que lemos. No menu "Library" temos a opção de irmos para a lista de livros que temos no Kobo (com direito a capa e detalhes de cada um), para revistas e jornais que tenhamos, prateleiras que podemos criar para organizarmos os livros em categorias, por exemplo, e para o progresso das nossas leituras: quantas horas lemos, quanto lemos, percentagem lida, etc. Coisas que uma bibliófila gosta sempre de saber!
No menu "Find Books" podemos adquirir livros no site oficial do Kobo, obter recomendações baseadas na nossa biblioteca ou em categorias que podemos escolher. No menu "Wishlist" é, basicamente, isso mesmo. Acrescentar livros à nossa lista de desejos. Tem ligação wireless, para podermos comprar os livros directamente pelo Kobo e também conseguimos aceder a outras páginas, embora esse acesso não seja dos melhores. Mas também, se eu quisesse andar a consultar páginas na internet, tinha comprado tudo menos um Kobo...


Ler no Kobo:

E é isto que nos interessa, não é verdade? Já descarreguei alguns livros grátis que estão no site do Kobo e, já agora, os preços estão em euros e como a parceria é feita com a FNAC portuguesa, também já conseguimos obter livros em português. *thumbs up*
Já no próprio texto do livro há várias coisas a dizer. Se o livro tiver mesmo um número de páginas, temos a opção de, numa das margens, mostrar a página em que vamos. Alguns livros, penso que isto tem a ver com o próprio ebook, mostram em que página vamos dentro daquele capítulo em específico, e a percentagem que vamos avançando em relação ao total do livro. Mudamos de página tocando do lado esquerdo ou direito do ecrã e, se carregarmos no meio, temos acesso a mais menus. Aí, podemos alterar o tipo de letra, o seu tamanho, o espaçamento entre linhas, encontrar um dicionário, fazer anotações, ir para o índice do livro, entre outros. Ao sairmos do livro para o menu principal, o Kobo marca, automaticamente, aquela página e voltamos a ela quando voltarmos ao livro.
Se ficarmos sem mexer no Kobo durante o tempo que determinamos, no meu caso são 5 minutos, ele entra em "sleep mode", mostrando na totalidade do ecrã o livro que estamos a ler e a percentagem que já lemos (logo a primeira foto, lá em cima).

Quanto à leitura em si, era tal e qual aquilo que eu esperava. A visualização das páginas parece igual às de papel, uma vez que o ecrã não tem brilho e, por isso, não reflecte, característica igual ao Kindle. Basicamente, parece que estamos a ler um livro físico. 

Concluindo: sei que ainda é muito cedo, afinal tenho o Kobo há um dia. Mas gostei dele no seu todo: da facilidade em aceder e compreender os menus, do design do próprio aparelho, das várias "mariquices" que preenchem o coração nerd de qualquer bibliófilo, da memória que dá para armazenar tanto livro e da própria leitura que é semelhante a ter um livro nas nossas mãos. Até agora, acho que foi uma óptima compra e estou super ansiosa para começar as minhas leituras neste bichinho!

9 comentários:

JK disse...

Eu quero :O já andei a namorá-lo na fnac e não sabia se valia a pena comparando com o Kindle mas pelo que li da tua opinião acho que o vou comprar já esta semana!

Cat SaDiablo disse...

As mariquices, senhores, as mariquices! <3
Fico feliz por já teres o teu kobo e por ser tão fixe! :D
Acho que nunca vais precisar de usar o cartão extra lol. 2Gb já dá para muito livro :)
Now, read on! :D

Diana Marques disse...

JK: Eu acho que a FNAC devia pagar-me por estar a fazer publicidade :P

Cat SaDiablo: Também acho que não vou precisar do cartão, que aquilo dá para imensos livros.
Gostanto do meu Kobo! \0/

Madrigal disse...

qd recebi a newsletter da Fnac com esta novidade, fui ver. Lá diz que o kobo lê ficheiros em formato Mobi, esse é o formato dos e-books da amazon, consegues confirmar se comprando na amazon se pode ler neste e-reader? Obrigada

Diana Marques disse...

Madrigal: Os formatos lidos pelo Kobo são mobi, epub e pdf. Os formatos dos ebooks da Amazon são azw e não dão para ler no kobo. Mas há pela net fora outros sítios onde obter os mesmos livros, que não estejam em formato azw e que possam ser lidos no kobo.

WhiteLady3 disse...

YAY pela aquisição! \o/ Eu queria que o Kindle tivesse uma slot para cartões micro-SD mas para poder ouvir música mas sobretudo áudio-livros, pois não queria estar a encher o leitor, telemóvel e kindle com ficheiros MP3 se um simples cartão resolvia o problema. Mas pronto, já sou eu a ser picuinhas. :P É todo ele branco ou atrás tem outra cor? O azul era bonito.

Opá, as mariquices bibliófilas! E ter a capa e detalhes. No kindle não dá para ler a sinopse, por exemplo, sem ter ligação à net. :(

Diana Marques disse...

Opá, estou tão "marabilhada" com o meu novo brinquedo! O livro do Neil Gaiman que estou a ler, estou a lê-lo no Kobo. Tem direito a bonecos e tudo! :D

O bicho é branco e por trás é prateado. Agora tenho que lhe comprar uma capa, porque desastrada como eu sou, ainda lhe acontece alguma coisa... E não me atrevo a andar com ele na mala sem protecção também.

Por falar em mariquices, ontem ganhei um "award" por ter lido 5 vezes entre a 1h e as 5h da manhã, segundo eles a "The Graveyard Shift". Até foi partilhado no facebook, que aquilo tem ligação para lá ^^

WhiteLady3 disse...

Também quero ganhar awards por ler!

A capa do meu Kindle foi quase tão cara como o bicho mas acho que compensa, já resistiu a algumas quedas e tem a luzinha luzinha que já deu muito jeito. :D

Diana Marques disse...

O meu irmão disse-me para comprar uma capa no ebay, que é mais barato e ele tem conta lá, diz que manda vir para mim. Vi algumas capas na fnac, mesmo para o Kobo, mas eram entre os 20 e os 30 euros. No ebay, realmente, são mais baratas :P A ver vamos...