27 de novembro de 2013

O Mar de Ferro - Opinião

Título: O Mar de Ferro (As Crónicas de Gelo e Fogo #8)
Autor: George R. R. Martin
Editora: Saída de Emergência
Páginas: 320
Sinopse:

Esta sinopse tem spoilers para quem não leu, ou ainda está a ler, os volumes anteriores. Por isso, deixo-vos aqui o link para a sinopse, para quem a quiser ler.

Opinião:

Confesso que, depois de O Festim dos Corvos não me ter seduzido por aí além, pelo seu ritmo mais parado e focado em personagens que tinham tido, até aí, um papel secundário (bem como a introdução de personagens novas), estava algo reticente em pegar neste O Mar de Ferro. Porém, não podia terminar o ano com uma história a meio e, por isso, lancei-me a este oitavo volume d'As Crónicas de Gelo e Fogo.

Sendo a segunda metade de um só livro, a história parte precisamente onde o anterior livro acabou. A acção continua a não ser muita. Os acontecimentos desenrolam-se a um ritmo mais lento e há alturas em que realmente não acontece nada. Há algumas coisas interessantes que ficamos a saber mas o livro só começa a ganhar algum ritmo e interesse renovado praticamente nos seus capítulos finais, onde acontecem algumas coisas realmente relevantes para a narrativa.

Por isso, em termos de acção não há grandes acontecimentos. Mas, tal como nos volumes anteriores, o grande trunfo destes livros é a escrita de Martin e as personagens que ele criou. Posso ter-me aborrecido com algumas partes mais monótonas, mas soube-me sempre bem voltar a este mundo criado por Martin e às personagens que lhe dão vida. Nesse aspecto, adorei estar dentro das cabeças de cada um e ver a acção desenrolar-se através dos seus olhos.

Terminado O Mar de Ferro, vejo-me ansiosa para ler os dois volumes publicados mais recentemente e voltar a personagens que, neste livro, não tiveram espaço. Em suma, é um bom livro que nos conta o que se passa em outros pontos de Westeros sobre os quais sabemos pouco, apesar do ritmo ser lento e, sinceramente, algumas partes seriam perfeitamente dispensáveis. Mas continua a valer pela escrita do Martin, pelo mundo criado e pelas personagens. Depois de ter lido os volumes anteriores, que elevaram bastante a fasquia, há que ter as expectativas mais baixas, porque muito dificilmente aqueles volumes iriam ser superados. Mas, ainda assim, continuo a recomendar esta saga aos fãs de fantasia e vou, com toda a certeza, continuar a acompanhá-la.

4/6 - Bom

Sem comentários: