21 de janeiro de 2014

To Sir Phillip With Love - Opinião

Título: To Sir Phillip With Love (Bridgertons #5)
Autor: Julia Quinn
Lido no Kobo
Sinopse (do Goodreads):
"Sir Phillip knew that Eloise Bridgerton was a spinster, and so he'd proposed, figuring that she'd be homely and unassuming, and more than a little desperate for an offer of marriage. Except . . . she wasn't. The beautiful woman on his doorstep was anything but quiet, and when she stopped talking long enough to close her mouth, all he wanted to do was kiss her . . . and more.

Did he think she was mad? Eloise Bridgerton couldn't marry a man she had never met. But then she started thinking . . . and wondering . . . and before she knew it, she was in a hired carriage in the middle of the night, on her way to meet the man she hoped might be her perfect match. Except . . . he wasn't. Her perfect husband wouldn't be so moody and ill-mannered, and while Phillip was certainly handsome, he was a large brute of a man, rough and rugged, and totally unlike the London gentlemen vying for her hand. But when he smiled . . . and when he kissed her . . . the rest of the world simply fell away, and she couldn't help but wonder . . . could this imperfect man be perfect for her?"

Opinião:

Este é o quinto livro que leio da Julia Quinn e desta série dos Bridgertons. Sabendo que a base destes livros é, basicamente, a mesma, dei por mim a pensar como será que a autora me iria surpreender. Pois que conseguiu surpreender-me e pela positiva.

Este livro não começa como nenhum dos anteriores. Enquanto que os anteriores começavam sempre com um texto da coluna da Lady Whistledown, este já não o faz, uma vez que a dita Lady fora desmascarada no volume anterior. Este tem como base a correspondência entre Eloise, a quinta filha do clã Bridgerton, e Sir Phillip, um homem casado com uma prima da família mas que, entretanto, enviuvou, facto que deu origem à correspondência entre ambos.

Adorei este livro pelo facto de ter um tom, logo desde o início, um pouco mais melancólico e soturno. Phillip não é o homem galante e cortês da cidade, habituado à frequência de bailes e eventos sociais. É um homem mais simples, rude, menos cortês, mais directo e com algumas mágoas, mas não menos honesto, apaixonado e apaixonante. Eloise, já se sabe, é uma Bridgerton, que procura fugir à alçada da família e visitar Sir Phillip às escondidas de todos. A história de ambos é mais conturbada do que qualquer uma das quatro que já li, uma vez que Phillip é um homem de segredos, misterioso, quase recluso na sua propriedade e pouco dado a galanteios. Ela, por sua vez, é mais independente do que o habitual numa mulher do seu tempo, curiosa, que passa a vida a falar e a fazer perguntas a Sir Phillip.

Adorei a dinâmica destes dois e de sentir que esta história não era só peripécias engraçadas, momentos de humor e um amor que acaba por triunfar no final. Eu tenho um fraco por heróis masculinos misteriosos, atormentados, que vamos descobrindo aos poucos, e Phillip é assim. De resto, foi um bom encontro com toda a família Bridgerton, descobrir a personalidade de Eloise (adorei o facto de ela conseguir fazer tiro ao alvo e acertar mesmo no "bullseye", batendo todos os seus irmãos) e de ver como a relação entre Eloise e Sir Phillip começa, se desenvolve e se consolida. É um livro bonito, um bom romance, do qual gostei bastante. Será que a Julia Quinn não consegue escrever um único livro mau?

5/6 - Muito Bom

(Esta leitura conta para o desafio TBR Pile Reading Challenge)

4 comentários:

WhiteLady3 disse...

Há livros menos bons, mas mau não. :D

slayra disse...

Squeeeee! O meu livro favorito dos Bridgertons! :)

Diana Marques disse...

WhiteLady: Já suspeitava... raios! :P

slayra: Não sabia! Gostei muito, principalmente pelo tom diferente dos outros livros. E gostei muito do Phillip por não ser um galã óbvio. Adorei a transformação dele :)

Gizmo disse...

Viva a todos, se gostam de Banda Desenhada/Gibis, não deixem de visitar:
http://tralhasvarias.blogspot.com

Estou certo que não se vão arrepender!!