13 de maio de 2014

As Dez Figuras Negras - Opinião

Título: As Dez Figuras Negras
Autor: Agatha Christie
Editora: RBA Coleccionables
Páginas: 196
Sinopse:
"Dez pessoas são convidadas a passar uns dias numa ilha privada: mas o seu misterioso anfitrião não aparece e começam a ser assassinadas uma a uma, seguindo as ingénuas instruções de uma canção de embalar."

Opinião:

Foi a primeira vez que li um livro inteiro no espaço de algumas horas. Nem vou dizer um dia, porque o dia tem 24 horas e eu só demorei 6 horas a lê-lo. Portanto, podem já ter ideia do quão agarrada fiquei a esta história e o quanto eu queria desvendar aquele mistério que Agatha Christie tão genialmente teceu. 

Como a sinopse diz, dez pessoas são convidadas para uma estadia numa casa que está numa ilha, isolada de tudo e de todos. Aparentemente não têm nada em comum uns com os outros e ninguém parece conhecer o dono da casa para a qual são convidados. Porém, logo na primeira noite, coisas acontecem que acabam por despoletar todos os acontecimentos seguintes, criando um clima de medo e tensão digno de um filme de terror. Achei mesmo que este livro tinha alguns elementos de terror em algumas cenas dentro da casa, o que ainda aumentou mais o meu suspense.

Achei tudo muito bem construído. Desde o ambiente da casa, os pequenos pormenores dos quartos, da canção de embalar, das figuras no centro de mesa da sala de jantar, ao temporal que faz durante toda aquela estadia, até à psicologia de cada personagem, aos medos e pequenos jogos entre uns e outros. Este livro é de tensão tanto pelo ambiente de desconfiança por causa das mortes que acontecem, como tensão psicológica, porque tendo acesso à mente de cada um, podemos perceber o quão são afectados por tudo o que acontece na casa. É quase uma experiência social. Mas uma experiência macabra.

O desfecho é surpreendente e brilhante. Dá vontade de voltar a ler o livro à luz daquilo que já sei e ver os pequenos pormenores que me falharam. Ela joga com a mente do leitor, desvendando tudo somente nas últimas páginas, deixando tudo sempre em suspenso. Não há pontas soltas e tudo se conjuga na perfeição. Adorei, adorei, adorei! A leitura é compulsiva, tanto que o li em meia dúzia de horas, e está tudo tão bem escrito e estruturado que é uma delícia ler um livro assim. Agatha Christie é, realmente, a rainha do crime. Aconselho!!

6/6 - Excelente

(Esta leitura conta para os desafios TBR Pile Reading Challenge e para o Monthly Motif Reading Challenge)

2 comentários:

Célia disse...

Ainda "só" li 14 livros da Agatha Christie (excluindo a "Autobiografia") e este continua a ser, sem dúvida, o meu preferido. Brilhante, a todos os níveis :)

Diana Marques disse...

"Só" 14 :P Para mim foi só o terceiro que li, mas fico cada vez com mais vontade de ler os outros todos dela :)