13 de junho de 2014

Questionar a Estante

O Bookriot. Esse site fonte de artigos interessantes, desafios e posts que nos dão ideias para posts que nós nos lembramos que queremos fazer. E foi o caso deste texto que surgiu como complemento, digamos, a esta comic do Tom Gauld. O que o Peter Damien, no Bookriot, fez foi pegar na comic e ir à procura, nas suas estantes, de livros que encaixassem nas categorias do desenho. E eis que eu pensei fazer o mesmo. E a Carla também o fez.
Resta-me só dizer que vou-me cingir a livros que tenho em papel, claro está.


Livros lidos

Ora como podem imaginar, nem todos os livros da minha estante estão lidos. Tenho, inclusive, uma estante em que todos os livros estão lidos, outra em que metade está lida e a outra metade não, depois outras duas que estão meio ao acaso e depois em cima da minha secretária reina a máxima "onde couber". Mas dos livros lidos destaco livros favoritos como Jane Eyre, O Nome da Rosa, a trilogia Lord of the Rings e Uma Casa na Escuridão.

Livros que tenciono ler

Assim como quem não quer a coisa... todos! Mas em tempos mais próximos queria ver se lia o Habibi, Os Reinos do Caos, As Filhas do Graal e A Escriba.

Livros meio lidos

The Hunchback of Notre-Dame, de Victor Hugo. Comecei a lê-lo e até estava a gostar, mas não consegui acabá-lo. Aquela descrição de Paris com 30 ou 40 páginas dava-me um sono e acabei por me irritar com o livro e parei aí. Já me disseram que podia saltar as descrições mais longas mas o propósito do Victor Hugo, quando escreveu o livro, era precisamente mostrar Paris e o seu legado, a sua arquitectura, chamando a atenção para a necessidade de conservação do património. Por isso, como é que eu vou saltar as descrições?

Livros que fingi que li

Normalmente não tenho a necessidade de fingir que li um livro que afinal não li. O que pode acontecer é ter livros que só li alguns capítulos que me interessavam, ou algumas partes mais essenciais, mas esses livros são os que usei para a faculdade, quer durante a licenciatura quer durante o mestrado. Não precisei de os ler na totalidade, e não são livros de ficção.

Livros guardados para quando tiver mais tempo

Ah. Todos temos aquele livro (ou aqueles livros) guardados para quando estivermos de férias, porque temos mais tempo, mas depois nunca é este mês, ou este ano, ou esta década... No meu caso, tenho reservados para esse efeito o Habibi, O Historiador e A Escriba. Já nem falo dos Complete Works of William Shakespeare, nem do The Collector's Edition The Little Prince and Other Stories...

Livros que nunca vou ler

Eu tenciono ler todos os livros que aqui tenho. Se bem que há um ou outro que me arrependo de ter comprado porque o interesse agora já não é muito. São eles Os Doze, de William Gladstone e O Anel - A Herança do Último Templário, de Jorge Molist.

Livros somente para mostrar

Aqueles livros que dá gosto ter nas estantes! Gosto muito da minha edição da trilogia do Lord of The Rings, o Habibi é uma obra de arte que começa logo na capa e os calhamaços do Shakespeare e do Little Prince and Other Stories.


Livros que li mas que não me lembro de nada

O Físico, de Noah Gordon. Sei que adorei o livro mas há pouco tempo, quando o meu pai esteve a ver o filme (nem sequer sabia que tinha sido adaptado para o cinema) e a comentá-lo comigo, é que me apercebi que me lembrava de muito pouco. Mas muito pouco mesmo...

Livros que desejei não ter lido

Já li alguns livros de que não gostei, ou de que gostei pouco, mas daí a arrepender-me... Há somente um livro que eu desejei não ter lido: The Gathering, da Anne Enright. Fiquei de tal forma traumatizada que é deste livro que me lembro sempre. Felizmente, já o despachei da estante e dei a alguma alma inocente que não sabia no que se ia meter.

2 comentários:

WhiteLady3 disse...

Leitura conjunta do Habibi! O meu sonho é realmente ter estantes para livros lidos e por ler, mas contento-me com um baú para livros lidos e ponho nas estantes os por ler. xD

Diana Marques disse...

Faça-se! :D