30 de março de 2015

Só Ler Não Basta, Ep. #25.2 - "Autores Lusófonos"


Olá a todos! E ontem foi para o ar mais um vídeo da nossa tertúlia, o Só Ler Não Basta, desta feita dedicada a autores lusófonos, mas em que acabámos por falar mais sobre autores portugueses. A conversa foi muito boa e interessante, com a nossa convidada Patrícia, do blog Ler Por Aí...
Penso que para quem quiser apostar em autores de língua portuguesa saem deste vídeo com bastantes recomendações de livros para ler. Afinal, se não formos nós a apostar nos autores portugueses e nos seus livros, quem é que o vai fazer? Leiam autores portugueses! :)
Após o vídeo podem encontrar uma lista de todos os autores mencionados bem como dos links para os vários sites de que falámos.



Lista de autores mencionados:

José Saramago
Gonçalo M. Tavares
Machado de Assis
Rosa Lobato de Faria
Alice Vieira
José Luís Peixoto
Mia Couto
Maria Magalhães
Isabel Alçada
Ondjaki
José Rodrigues dos Santos
Miguel Sousa Tavares
Carla M. Soares
Paulo M. Morais
João Rebocho Pais
Ana Saragoça
Afonso Cruz
Sandra Carvalho
Filipe Faria
L. C. Lavado
David Soares
Luís Filipe Silva
João Barreiros
José Eduardo Agualusa
Carlos Campaniço
Pedro Garcia Rosado
Fernando Pessoa
Valter Hugo Mãe
Lídia Jorge
Dulce Maria Cardoso
Célia Correia Loureiro
Eça de Queirós
Deana Barroqueiro
João Paulo Oliveira e Costa
Miguel Real
Ana Teresa Pereira
Bruno Martins Soares
Rui Zink
Hélia Correia

Links:

Roda dos Livros
Contentor 13
Colectivo Nau
Imaginauta 
Index Translationum da Unesco
Projecto Adamastor


3 comentários:

Carla M. Soares disse...

Aproveitei o facto de estar de férias e estive a ouvir com muito interesse quase toda a vossa interacção. Obrigada pela referência.

Creio que têm muita razão em muitas coisas que dizem, sobre promoção e divulgação de autores portugueses...

Uma curiosidade, a Patrícia, vossa convidada, leu um livro meu não publicado de fantasia, A Grande Mão, ehehehe. Não é lusófono nem anglosaxónico... é... igual a si próprio. Creio qe falou dele no seu blogue, quando leu. :D

Quanto à inexistência do Cavalheiro nas livrarias no início, o que aconteceu, julgo, foi que os que chegaram na primeira semana desapareceram logo e depois devem ter levado algum tempo a repor.Espero não desapontar a Telma quando ler!

bjnhos

Diana Marques disse...

Olá Carla, obrigada pelo teu comentário! Por vezes no "calor" do momento acabamos por não nos lembrar dos nomes dos livros que lemos, que deve ter sido o que aconteceu com a Patrícia. Mas fica a referência :)

Então esse "desaparecimento" das livrarias até foi resultado de algo bom: a vontade e curiosidade das pessoas em lerem o teu livro!

Beijinhos

Carla M. Soares disse...

Ah, mas não tem importância nenhuma a Patrícia não ter referido! O livro não está publicado e talvez nunca venha a ser. Ela poderá nem se lembrar dele, era uma versão antiga e tudo. Era só uma curiosidade. ;)