Avançar para o conteúdo principal

An Unattractive Vampire - Opinião

Título: An Unattractive Vampire
Autor: Jim McDoniel
Lido no Kobo
Sinopse:
"Jim McDoniel's debut novel, An Unattractive Vampire, is a darkly comic urban fantasy of ancient horrors in suburban cities. After three centuries trapped underground, thousand-year-old Yulric Bile, also known as The Cursed One, The Devil's Apprentice, He Who Worships the Slumbering Horrors, awakens only to find that no one believes he is a vampire. Apparently he's just too ugly. Modern vampires, he soon discovers, are pretty, weak, and, most disturbing of all, good. Determined to reestablish his bloodstained reign, Yulric sets out to correct this disgusting turn of events or, at the very least, murder the person responsible. 

With the help of part vampire-wannabe Amanda; Simon, the eight-year-old reincarnation of his greatest foe; and a cadre of ancient and ugly horrors, Yulric prepares to battle the glamorous undead. But who will win the right to determine, once and for all, what it truly means to be a vampire?"

Opinião:

Deparei-me com este livro por acaso, à procura de outra coisa qualquer, e vi que estava recomendado pelo pessoal do Sword & Laser, uma comunidade de leitores de ficção científica e fantasia que começou com a Victoria Belmont e o Tom Merritt.

A premissa deste livro é muito simples e pareceu-me bastante divertida, algo que acabei por confirmar: depois de um sono de 300 anos, o vampiro Yulric Bile acorda em pleno século XXI e vê-se confrontado, não só, com as mudanças a nível cultural e avanços tecnológicos, mas também com a forma como os vampiros são vistos hoje em dia. Já não estamos na época em que os vampiros são seres horríves e temidos, cruéis e feios. Os vampiros, agora, são seres extremamente belos, protagonistas de séries de televisão, tanto são vilões como os heróis das histórias, em nada se parecendo com o tipo de vampiro que Yulric é. Yulric, aliás, difere tanto da estética dos vampiros actuais, que ninguém acredita que ele é um vampiro. Neste livro seguimos Yulric e a sua demanda em repôr a fama original dos vampiros, que tanto deu trabalho a construir, na companhia de dois mortais: Amanda e o seu irmão de oito anos, Simon.

Achei este livro bastante engraçado, precisamente pelas diferenças entre Yulric e os "novos" vampiros, que provoca quase um choque cultural entre ambos os grupos. O livro está cheio de tiradas de humor negro e de situações peculiares que mostram as diferenças entre um vampiro "original" e a forma como são vistos actualmente. São as observações de Yulric em relação a essas diferenças que torna o livro recheado de humor negro. Também é interessante ver as relações que se criam entre os fãs e as suas séries favoritas, e a importância que assumem nas vidas das pessoas. 

Gostei bastante das personagens principais, Yulric, Amanda e Simon. Yulric é um vampiro que olha para tudo com um ar de novidade, desde a televisão, aos carros, à iluminação das cidades e à música. É muito engraçado ver as suas reacções a tudo aquilo que o rodeia e perceber de que forma isso choca com as suas ideias de como o mundo deveria ser. Amanda é uma jovem fascinada pelo mundo vampírico, fã da série que é central para o livro, The Phantom Vampire Mysteries, mas que se vê confrontada com a presença deste ser estranho que lhe parece tudo menos um vampiro. Ao mesmo tempo que o intriga, ela quer livrar-se dele, e a interacção entre ambos é muito gira. Também Simon, de oito anos, é um miúdo peculiar, muito adulto e maduro para a sua idade, que prefere ficar em casa a ler e a estudar, do que ir brincar para a rua e fazer amigos. É uma personagem bastante importante na história, para além de outras personagens menores, mas muito divertidas. 

De forma geral gostei do livro pelo facto de dar um novo "twist" a uma história sobre vampiros. Numa época em que assistimos a este fascínio renovado pela figura do vampiro, que é algo diferente das histórias originais, é como se tivéssemos um vislumbre, na primeira pessoa, sobre o que esses vampiros dissessem se vissem no que é que se tornaram e na nova fama que têm. O leque de personagens é muito curioso, proporcionam alguns momentos divertidos e é um livro fácil de se ler e que entretém bastante. Acho que quem gosta de histórias de vampiros, das antigas e das contemporâneas, irá gostar desta versão também.

4/6 - Bom

Comentários