27 de fevereiro de 2017

John Howe - Ilustrações

Quando estava a ler os livros da Robin Hobb, havia determinadas situações em que ia à net procurar imagens que ilustrassem algum momento, alguma paisagem ou personagem, para formar uma imagem mental mais completa daquilo que estava a ler. É claro que numa dessas idas ao Google, deparei-me com imensas ilustrações, umas mais amadoras, outras mais profissionais, mas um autor destacou-se, porque apesar de eu conhecer o seu trabalho, não sabia que era ele que fazia as ilustrações dos livros da Robin Hobb, das capas da edição da Saída de Emergência. É ele: John Howe.

John Howe é, talvez, mais conhecido pelas suas ilustrações referentes à obra de Tolkien. No entanto, ele fez mais coisas e, por isso, decidi dedicar-lhe um post. Afinal, por vezes é pela capa, pela parte estética e visual, que somos atraídos para um livro, independentemente da sua história.

John Howe é um ilustrador canadiano, mais conhecido pelas suas ilustrações do mundo de Tolkien, chegando, inclusive, a colaborar com Peter Jackson na trilogia d'O Senhor dos Anéis como designer conceptual. No entanto, o seu trabalho não se restringe ao mundo da Terra Média, tendo ilustrado, como já disse, os livros da Robin Hobb, uma edição limitada de A Clash of Kings, do George R. R. Martin, algumas cartas para o jogo Magic: The Gathering, o jogo de tabuleiro Beowulf: The Legend, contribuindo, ainda, para a adaptação do primeiro filme d'As Crónicas de Nárnia.

Para os mais curiosos, fica aqui o seu site oficial onde podem encontrar muitas mais ilustrações, mas deixo-vos, também, algumas imagens do seu trabalho para aguçar o vosso apetite. Pessoalmente, acho fascinante alguém passar para uma imagem os mundos que imaginamos quando estamos a ler.


Ilustração para o poema medieval arturiano Sir Gawain and the Green Knight


Smaug the Golden


The Fall of Gondolin


Nighteyes & Buckkeep


The Liveship Vivacia


A Song for Arbonne


Children of the Serpent Gate

1 comentário:

WhiteLady3 disse...

John Howe! <3 Eu até aprecio mais o Alan Lee e muito mais ainda a Anke Eissman (a sério Éowyn e Faramir!!!) mas o homem faz e participa em reconstituições históricas medievais, como não gostar dele?!