13 de fevereiro de 2010

Desistência de leitura

Com muita pena minha, vou ter que desistir da leitura de The Count of Monte Cristo. Estou a adorar a história, as personagens, o enredo, tudo! Porém, acho que não lhe estou a dar a atenção devida por causa da quantidade de coisas que tenho para fazer da faculdade e a leitura tende a arrastar-se por causa disso. Ora é textos para ler, ou trabalhos para fazer, ensaios para escrever... E ainda nem sequer passou um mês de aulas!
Por isso, vou deixar este livro para as férias de verão, quando terei mais tempo para me concentrar somente na história de Edmond Dantés que tanto me estava a saber bem ler. Mas, valores mais altos se levantam e eu preciso de umas leituras um pouco mais leves e que não exijam tanto como este clássico exige.
Sendo assim, este vai ficar na prateleira "stand-by", e partirei para outra leitura, um pouco mais leve nem que seja na quantidade de páginas: As Cidades Invisíveis de Italo Calvino.

7 comentários:

tonsdeazul disse...

Uma das minhas histórias do coração! Já viste o filme? Não me canso de o ver, vezes sem conta. :)

«As Cidades Invísiveis» é um excelente livro para viajar e descobrir cidades inimagináveis! Adoro Calvino! É um contador de histórias como não há igual. Espero que aprecies a viagem pelas suas cidades. :)

Diana disse...

Comprei este livro pelas óptimas opiniões que vi espalhadas pela internet e achei que que devia julgar por mim mesma também. Ontem não cheguei a ler muito porque estava cansada, mas do pouco que li, a escrita de Calvino é bastante interessante e bonita. :)

Mas não vi o filme ainda, nem sequer sabia que existia um! Obrigado pela dica ;)

tonsdeazul disse...

Quanto ao filme referia-me ao "Conde de Monte Cristo", Diana. Que adoro de paixão! :)

Diana disse...

Ah!! lol sim, já vi o filme, mas pelo que li do livro, o filme distancia-se um bocado da história original... Apesar de não o ter acabado, recomendo vivamente a sua leitura porque é muito melhor do que o filme! ;)

Homem do Leme disse...

Que pena! O Conde de Monte Cristo é um dos livros da minha vida. Simplesmente magistral!

tonsdeazul disse...

Pois... Os livros sempre são melhores que os filmes! Ou pelo menos assim o tenho considerado por todos os que tive oportunidade de ler e ver depois.

Quando vejo um filme primeiro, depois não compro o livro, porque sei que vai ficar eternamente à espera de ser lido. Mas há dois que já vi o filme e sei que quero mesmo ler o livro. É este que tu agora deixaste em "banho maria" e o de José Saramago, "Ensaio sobre a Cegueira". :)

Diana disse...

Homem do Leme: eu estava a adorar a história, mas sentia que não lhe estava a dar a devida atenção, por causa da minha falta de tempo (e às vezes de paciência) para ler, depois de passar um dia inteiro a ler textos para a faculdade. Prefiro não ter nada para fazer/ler para recomeçar onde fiquei e desfrutar inteiramente da sua leitura :)

Tonsdeazul: Também concordo contigo, mas tinha que ler O Conde de Monte Cristo, mesmo depois de já ter visto o filme. Porque pensei, se adorei o filme então vou amar o livro! E realmente, até onde li, gostei imenso! (mais até do que o filme)