25 de abril de 2010

Coisas da Vida

Como prometido, venho actualizar-vos quanto às minhas leituras e tarefas que me têm feito atrasar o seu ritmo.
Neste momento, encontro-me um pouco mais aliviada de afazeres académicos, e com algum espaço de manobra para ler. Porém, vou trocar a leitura de The Hound of the Baskervilles de Sir Arthur Conan Doyle, por outro livro, desta vez em português, O Físico de Noah Gordon. É um livro bastante maior que o anterior, mas é em português. E eu, que ultimamente só tenho lido livros em inglês, preciso de ler alguma coisa na minha língua materna.
Além disso comecei mal a leitura da aventura de Sherlock Holmes... Comecei a lê-lo porque achei que, sendo um livro mais pequeno, seria de fácil leitura, mesmo quando me apetecia ler outro género de história. Devido à falta de tempo e ao cansaço, as primeiras 15 páginas demoraram uma semana a ler. Por isso, vou agora responder à vontade inicial de ler O Físico, que já há muito tempo me andava a piscar o olho. Guardo Doyle para mais tarde.

Em relação aos afazeres académicos, achei que teriam alguma curiosidade quanto ao que ando a tramar. Recentemente, acabei de fazer um pequeno trabalho sobre o filme Frankenstein de 1931, de James Whale, e os elementos do gótico presentes no mesmo. Gostei muito de fazer este trabalho e espero entregá-lo esta semana (se a greve dos transportes não me impedir...).
Agora ando ainda na fase de investigação e pesquisa bibliográfica para o trabalho final de outra cadeira, com tema livre e, por isso, incidirá no meu assunto preferido: as lendas arturianas. Ainda não sei bem em que aspecto me vou focar mas, provavelmente, será à volta das dificuldades de periodização de Artur enquanto figura histórica. Até agora está a ser super interessante verificar que as fontes desta lenda são imensas, mas nem todas elas consideradas dignas de veracidade.

E fica então aqui o meu desabafo e actualização de leituras. Já agora, agradeço a todos os visitantes deste blog que já ultrapassou as 10.000 visitas!! Muito obrigado =)
Desejo a continuação de um bom domingo, um óptimo feriado do 25 de Abril e, já agora, um bom início de semana!

2 comentários:

Livros e Outras Coisas disse...

Os mitos arturianos fascinaram-me sempre e, para minha surpresa, acabei por enveredar pela floresta do romance gótico quando cheguei a um mestrado. Boa caminhada, Diana e extraordinárias descobertas! Parabéns pela escolha! A Angélica (Varandas) que está na FLUL também comungava desta minha preferência pelas lendas arturianas e creio que ela continua nessa senda. :)

Diana disse...

Sim, ela continua, foi minha professora de Cultura Medieval e adorei as aulas! Aliás, adorei tanto que, em princípio vou fazer mestrado nessa àrea e com a professora Angélica como orientadora :)