29 de maio de 2010

O Sopro do Mal lançado a 2 de Junho

O sucesso de Sopro do Mal, do italiano Donato Carrisi, fez do autor o fenómeno literário de 2009 em Itália e um nome pelo qual agentes e editores de toda a Europa se interessaram.

Antes de ser publicado, os direitos de tradução deste thriller já tinham sido adquiridos por editoras de dez países. Na Alemanha, logo nos dois primeiros meses, foram vendidos 50 mil exmplares. Hoje, em Itália, as vendas já ultrapassam os 200 mil. E basta fazer uma pesquisa na Internet para perceber que, na chamada blogosfera, os espaços dedicados à literatura policial e aos thrillers são unânimes nos elogios. Depois do reconhecimento do público, veio o da crítica: os jornais chamaram-lhe «estrela», «o génio do thriller» e «o caso literário de 2009». Para culminar um ano de grande sucesso, só faltavam os prémios: Sopro do Mal venceu o Bancarella 2009, o Camaiore Letteratura Gialla 2009, o Belgioioso Giallo 2009 e o Mediterraneo del Giallo e del Noir 2009.

Este romance perturbador, baseado em casos reais, evoca sucessos como O Silêncio dos Inocentes, Seven ou a série CSI – o que não é de admirar, uma vez que Carrisi é argumentista de cinema e de televisão. Sopro do Mal apresenta um novo tipo de assassino em série: o subliminar, aquele que instiga outros a matar por ele (daí o título original: Il Suggeritori – o “sugeridor”), explorando os desejos inconfessáveis de cada um. Por isso, Carrisi afirma que todos somos potenciais serial killers.
O livro é publicado pela Porto Editora a 2 de Junho.

Título: Sopro do Mal
Autor: Donato Carrisi
Páginas: 448
Sinopse:
"Seis braços enterrados. Seis crianças desaparecidas. Um serial killer brilhante e monstruoso, que instiga outros a matar por si.
O criminologista Goran Gavila e a sua equipa de investigação são chamados a intervir, procurando descobrir um assassino que parece pô-los constantemente à prova.
Mila Vasquez, investigadora especializada em encontrar pessoas desaparecidas, entra em cena e junta-se à caça do homicida. Mas cada passo que dá é, na verdade, controlado por uma mente genial e implacável. Tudo se passa como um diabólico jogo de dominó, como se o Mal trouxesse consigo uma mensagem…"

Podem ainda ler as páginas iniciais do livro aqui.

Sem comentários: