4 de novembro de 2010

Porto Editora com Charles Martin e Vítor Burity da Silva, no mês de Novembro

A montanha entre nós, que a Porto Editora publica a 11 de Novembro, é o novo livro de Charles Martin, autor que a crítica internacional tem comparado a Nicholas Sparks. Em 2009, a Porto Editora lançou Até Que o Rio Nos Separe, um dos romances cujo sucesso levou o antigo professor universitário de inglês a dedicar-se inteiramente à escrita.
Com a emotividade que caracteriza a escrita do autor, A montanha entre nós é uma história em que a força do amor se mostra capaz de vencer todos os obstáculos.

Título: A Montanha Entre Nós
Autor: Charles Martin
Páginas: 364
Sinopse:
"Ben é um médico cirurgião e Ashley é uma atraente e simpática jornalista que está a poucos dias do casamento. Conhecem-se na sala de embarque de um aeroporto, enquanto esperam pelo voo, atrasado devido ao mau tempo. Quando a viagem é cancelada, Ben aluga um avião particular para poderem regressar a casa.
Durante a viagem o impensável acontece: o avião cai numa zona isolada e gelada no meio do nada.
Ben e Ashley sobrevivem ao acidente. Sozinhos e feridos, têm de lutar contra as adversidades e as temperaturas negativas daquele lugar inóspito. A luta pela sobrevivência vai despertar neles os sentimentos mais sinceros e levá-los a questionar o rumo das suas vidas até então. Será que conseguem sobreviver? E se conseguirem, até que ponto esta experiência mudará os seus destinos?"


Intitula-se Novembro, aborda os trinta e cinco anos de independência de Angola, que se comemoram no próximo dia 11, e é a nova obra do angolano Vítor Burity da Silva. Dia 9 de Novembro é apresentada por valter hugo mãe no Clube Literário do Porto.
Burity é um autor que a Porto Editora lançou em 2009, através da publicação de dois livros – Rua dos Anjos e Este Lago Não Existe –, por altura da última edição do Correntes D’Escritas, evento no qual marcou presença. Foi também o primeiro escritor africano de expressão portuguesa que a Porto Editora incluiu no seu catálogo.
No âmbito da colecção Literatura Plural, em que se inserem as três obras de Burity, a Porto Editora publicou também A canção de Zefanias Sforza, a primeira incursão pela prosa do poeta moçambicano Luís Carlos Patraquim. O livro é alusivo aos trinta e cinco anos de independência do país em que nasceu. A colecção foi pensada tendo em conta a presença do Grupo Porto Editora
em África, através da Plural Editores Angola e da Plural Editores Moçambique.
A apresentação desta memória ficcionada de Vítor Burity da Silva decorrerá no Clube Literário do Porto, no dia 9 de Novembro, às 21:30, e estará a cargo de valter hugo mãe.

Título: Novembro
Autor: Vítor Burity da Silva
Páginas: 232
Sinopse:
"A caminhada destes trinta e cinco anos, desde os primeiros tiros ao dia em que senti o seu fim, a caminhada pelas fugas, pelas matas, as mortes, o desespero, o amor de meninos que sonhavam enquanto corriam, a força de um pai que disfarça a verdade buscando justificações, enquanto um filho o questiona sobre o que se passa e este lhe responde dizendo: "São relâmpagos, filho".
Viagem interior e de esperança, a reflexão pelo tempo, pelas paisagens, pela longa luta, o sangue, a fome, as perdas, a vitória.
Este livro assinala os trinta e cinco anos da independência de um povo, recuando nas memórias e correndo para um futuro que surge todos os dias na planície vermelha de um país. Angola."

Sem comentários: