17 de março de 2011

The Hobbit - Opinião

Título: The Hobbit or There and Back Again
Autor: J. R. R. Tolkien
Editora: Unwin Paperbacks
Páginas: 285
Sinopse:
"Bilbo Baggins was a hobbit who wanted to be left alone in quiet comfort. But the wizard Gandalf came along with a band of homeless dwarves. Soon Bilbo was drawn into their quest, facing evil orcs, savage wolves, giant spiders, and worse unknown dangers. Finally, it was Bilbo-alone and unaided-who had to confront the great dragon Smaug, the terror of an entire countryside..."


Opinião:

The Hobbit conta-nos a história de Bilbo Baggins que, sem querer e sem saber porquê, é metido ao barulho numa espécie de caça ao tesouro por parte de treze anões. Estes anões partem para reclamar um tesouro que dizem ser seu por direito, desde há muitos anos atrás, altura em que o dragão Smaug dizimou toda a população da Lonely Mountain, onde habitavam os antepassados dos anões. Contudo, Bilbo é arrastado para esta aventura por mão de Gandalf, o feiticeiro, que diz que há mais em Bilbo do que qualquer um pensa, incluindo o próprio hobbit.

Assim, o que temos nesta obra são as aventuras vividas por este grupo de anões, pelo hobbit e, em certas ocasiões, por Gandalf, à medida que se vão aproximando da dita montanha para recuperarem o tesouro. E se ao início não se sabe muito bem porque é que o hobbit é chamado a participar nesta aventura, à medida que a história avança é possível perceber que Bilbo é, afinal, a peça mais importante em toda esta viagem e no desenlace final da história. Bilbo, sem querer, torna-se decisivo nas escolhas que são tomadas, nos caminhos percorridos, nas peripécias que lhes acontecem e no destino do dragão e da batalha final.

Para principiante na escrita de Tolkien, penso que não poderia ter começado melhor. Adorei este livro do princípio ao fim! Desde a história em si, à caracterização das personagens, à descrição do espaço e seres fantásticos que se envolvem na trama (há de tudo: elfos, goblins, dragões, aranhas gigantes...), até à maneira de escrever de Tolkien que vai buscar elementos fantásticos da literatura medieval e transpõe-nos para esta obra tão rica. Além disso, por vezes, ao lermos, temos a sensação de que há realmente alguém que nos está a contar uma história, tal é a proximidade que o autor estabelece com o leitor. E é essa proximidade que nos faz embrenhar na história, que nos faz estar atentos e que me fez adorar cada página lida.
Altamente recomendado!!

6/6 - Excelente

1 comentário:

Jojo disse...

A tua opinião fez-me reviver a emoção que senti quando li o Hobbit. Nunca mais me esquecerei! Irei relê-lo assim que puder.
Mas a trilogia do Senhor dos Anéis é aquela que ocupa o primeiro lugar no meu TOP pessoal tolkianno:)

Boas leituras!