28 de maio de 2012

O Jardim dos Segredos - Opinião

Título: O Jardim dos Segredos
Autor: Kate Morton
Editora: Porto Editora
Páginas: 551
Sinopse:
"Uma criança perdida: em 1913 uma criança é encontrada só, num barco que se dirigia à Austrália. Uma mulher misteriosa prometera tomar conta dela, mas desapareceu sem deixar rasto.

Um terrível segredo: no seu 21.º aniversário, Nell Andrews descobre algo que mudará a sua vida para sempre. Décadas depois, embarca em busca da verdade, numa demanda que a conduz até à costa da Cornualha e à bela e misteriosa Mansão Blackhurst.

Uma herança misteriosa: aquando do falecimento de Nell, a neta, Cassandra, depara-se com uma herança surpreendente. A Casa da Falésia e o seu jardim abandonado são famosos nas redondezas pelos segredos que ocultam - segredos sobre a família Mountrachet e a sua governanta, Eliza Makepeace, uma escritora de obscuros contos de fadas. É aqui que Cassandra irá por fim desvelar a verdade sobre a família e resolver o mistério de uma pequena criança perdida."

Opinião:

A base deste livro encontra-se no mistério da origem de uma das personagens: Nell. O que fazia Nell, com quatro anos, sozinha numa doca na Austrália? Para desvendar este mistério a narrativa passa-se em três espaços temporais distintos: o início do século XX; o ano de 1975 e o ano de 2005. Em cada um desses espaços temporais sobressaem três mulheres diferentes: Eliza Makepeace, uma autora de contos infantis, Nell Andrews que, nos anos 70 tenta descobrir as suas origens, e Cassandra que, após a morte de Nell, sua avó, tenta descobrir esse mistério sobre a identidade da sua avó.

Estas três mulheres são personagens fortes. Eliza era irreverente para a sua época, o seu cabelo ruivo, imaginação fértil e temperamento livre eram a fonte de desprezo por parte da sua tia repressiva, uma mulher tipicamente vitoriana, e contrastavam com a natureza mais frágil, adoentada e recatada de Rose, prima de Eliza. Já Nell parece uma mulher reservada, amargurada por causa do segredo que lhe fora ocultado durante os primeiros 21 anos da sua vida. Já Cassandra também é uma mulher marcada por uma tragédia na sua vida e, a pedido da sua avó, vai tentar desvendar o segredo que tanto marcou a vida da avó.

Depois de ter lido O Segredo da Casa de Riverton, estava desejosa de ler este porque tinha adorado o anterior. E as expectativas não saíram defraudadas. Kate Morton narra a história de maneira calma e plácida, revelando o suficiente para nos deixar com a curiosidade aguçada à medida que a história se vai desenrolando. Adorei a descrição da propriedade de Blackhurst, da casa da falésia, dos jardins, das pessoas que viviam na época vitoriana. É uma das épocas de que mais gosto, por isso ter uma parte que se passa nesse período e de onde todos os segredos e mistérios são originários, foi óptimo de se ler. A autora vai deslindando pequenas coisas, pequenos pormenores, várias surpresas que se vão encaixando para, no final, tudo ser revelado num desfecho surpreendente.

Adorei este livro. Não só da história em si, dos mistérios e segredos à volta da identidade de Nell, mas também dos ambientes e descrições das vidas de cada uma destas três mulheres. A escrita é detalhada, nota-se que houve investigação para que tudo se tornasse o mais verosímil possível, é fluída e entranha-se. Eliza Makepeace tornou-se tão real para mim, que tive de ir à internet ver se, por acaso, ela tinha realmente existido! Adorei cada página e recomendo vivamente os dois livros que já li desta autora.

5/6 - Muito Bom

4 comentários:

tonsdeazul disse...

Da autora só li mesmo "O Segredo da Casa de Riverton", que foi um boa surpresa. Não senti grande curiosidade em relação a este, "O Jardim dos Segredos", mas já não posso dizer o mesmo do último dela editado, "As horas distantes". Ando com ele debaixo de olho. ;)

Kézia Lôbo disse...

Ahhh essa capa é linda, e sempre desejei ler esse livro, e sua resenha so me confirma mais a vontade!

Páginas Soltas disse...

Olá..

Não conhecia, mas fiquei bastante interessada nessa autora, parecem ser bons.

Boas Leituras.

http://paginassoltas-cc.blogspot.pt

Filipa disse...

Já li todos os livros que foram publicados da autora cá em Portugal e tornei-me fã. Foi uma boa surpresa.