27 de agosto de 2013

Top Ten Tuesday - Top 10 Personagens Secundárias Memoráveis

O grande destaque dos livros vai sempre para as personagens principais. Mas e as secundárias? Para mim, há personagens que têm quase tanto peso e importância como as principais, porque acabam por se complementar e, muitas vezes, sem uma não podia existir a outra. E há personagens secundárias que são tão interessantes e marcantes, que nos ficam na memória para sempre.


1. Sam Gamgee, The Lord of The Rings - Foi uma das minhas personagens favoritas de todo o livro. Tenho todo um amor e admiração pelo Sam que esteve à altura da sua missão com Frodo, suportando coisas que nenhum hobbit passara e sobrevivendo provações que quebraria o mais forte dos homens. Adoro o Sam!

2. Severus Snape, Harry Potter - Uma personagem marcante, ambígua, que nunca sabemos qual é a sua posição real em relação a Harry. No entanto, Rowling deu um final brilhante e emocionante a Snape, que se tornou na, talvez, melhor personagem da série.

3. Hans Huberman, A Rapariga que Roubava Livros - Eu adorei aquele pai da Liesel. O que ele faz por ela, o que ele lhe ensina, a devoção que ele tem para com ela e a família. Senti que era uma personagem reconfortante no meio de toda aquela narrativa e aquele cenário de guerra, de desconfiança e perigo. Gostei muito de Hans e, aproveitando para falar na adaptação para o cinema, acho que o Geoffrey Rush foi muito bem escolhido para o papel, daquilo que já vi no trailer.

4. Fermín Romero de Torres, A Sombra do Vento - Esta personagem é verdadeiramente deliciosa, neste livro. Ele é divertido, cavalheiresco, quase um mentor de Daniel Sempere e o que o ajuda nas suas aventuras. Enfrenta os seus desafios, tem os seus desaires, mas aprende e é um dos meus personagens preferidos também.

5. Finbar, Trilogia Sevenwaters - Quem é que não se lembra de Finbar, o irmão de Sorcha que ficou para sempre entre os dois mundos? No primeiro livro, a seguir a Sorcha, foi de Finbar que mais gostei. A sua história triste e trágica, o outro mundo em que passa a habitar... tudo o que o rodeia é emocionante e eu adorei.

6. Sir Falstaff, Henry IV part I - Ele entra em ambas as partes nesta peça de William Shakespeare, mas eu só li a primeira. Falstaff é tudo aquilo que um cavaleiro e cavalheiro deveria ser, mas ao contrário. Falstaff é fanfarrão, não leva nada a sério, só quer comer, beber, mulheres e que o deixem em paz. É uma personagem incontornável, divertida e que vai encontrar a sua queda, mais tarde, da forma mais dolorosa possível, para ele.

7. Jaqen H'ghar, Crónicas de Gelo e Fogo - Das personagens com um destaque mais secundário, esta foi a que mais me fascinou. Todo ele é rodeado de mistério, conhece Arya e pede-lhe três nomes. Nomes esses de pessoas que ela quer que morram. Ele compromete-se a efectuar o serviço, mas os seus modos, as suas palavras, o seu ar carismático e a maneira como ele se despede de Arya, faz com que ele fique na memória como uma das personagens mais enigmáticas da série. Um papel breve, mas marcante.

8. Maester Luwin, As Crónicas de Gelo e Fogo - Também gostei muito de Luwin, da sua sabedoria, dos conselhos que dava aos Stark e de como se manteve fiel a esta casa e a Winterfell até ao fim. É fácil gostar-se dele, é uma personagem centrada, equilibrada, sábia e era isso que eu gostava nele. O seu final trouxe-me um certo aperto no peito.

9. Ophelia, Hamlet - Quem não se lembra da mulher que comete suicídio (questão ainda em debate) depois de enlouquecer por causa do seu amor? Toda a cena em que ela é encontrada, bem como o seu funeral, são de uma tristeza profunda e a descrição da rainha em relação a Ophelia e à sua morte, é belíssima mas também melancólica.

10. Helen Burns, Jane Eyre - Ha! Já cá faltava a Jane Eyre, não é verdade? A amizade e presença de Helen Burns é marcante para Jane e é alguém que estará sempre na memória de Jane. Uma amizade pura, inocente, capaz de enfrentar o mundo, que acaba por sofrer um revés de se partir o coração. Toda a cena final entre ambas é emocionante, de levar às lágrimas. Ninguém se esquece de Helen Burns.

O Top Ten Tuesday é uma rubrica semanal da autoria do blog The Broke and the Bookish.

2 comentários:

Jacqueline' disse...

Concordo plenamente com Snape e Finbar. Aliás, Finbar é a primeria personagem que me vem à cabeça quando penso n' A Filha da Floresta :)

Diana Marques disse...

O Finbar merecia um livro só dele :)