Avançar para o conteúdo principal

Mês Temático: Autores Latino-Americanos


Nas nossas leituras é normal darmos primazia a autores do mundo anglo-saxónico. Porque é com esse mercado com que nos deparamos mais, de onde nos chegam mais livros e autores, porque é aquele que, porventura, conhecemos melhor. Com a recente morte de Gabriel García Márquez, um autor que ando há imenso tempo para ler, cheguei à conclusão de que só li um autor latino-americano: Reinaldo Arenas, que era cubano. E pensei para comigo: "que falha imensa!"

Por isso decidi dedicar o mês de Maio a autores provenientes da América Latina sobre os quais tenho imensa curiosidade. Quero tomar contacto com o mundo imaginário deles, as histórias que têm para contar, conhecer o contexto histórico e cultural, ver o que estes autores têm para me oferecer com as suas narrativas.

Também fiz uma lista de livros que gostava de ler. Não vou conseguir ler todos (seria óptimo se conseguisse), mas quero, pelo menos, ler alguns. Os que tenho em mente são estes:

O Velho que Lia Romances de Amor - Luis Sepúlveda (Chile)
Capitães de Areia - Jorge Amado (Brasil)
Crónica de uma Morte Anunciada - Gabriel García Márquez (Colômbia)
Bestiario - Julio Cortázar (Argentina)
A Festa do Chibo - Mario Vargas Llosa (Peru)
A Casa das Sete Mulheres - Leticia Wierchowzki (Brasil)

Quem quiser dar mais sugestões de autores, livros, ou simplesmente juntar-se à festa, faça favor! :)

Comentários

Carla Ribeiro disse…
Crónica de uma Morte Anunciada! Tão bom... :) Já agora, do mesmo autor, recomendo-te o Do Amor e Outros Demónios, adorei o livro.
WhiteLady3 disse…
Eu não vou propriamente juntar-me à festa mas conto ler pelo menos um livro da Allende. :)
Diana Marques disse…
Carla: Fica registada a recomendação! :) Não quis começar logo pelo "Cem Anos de Solidão" e o "Amor em Tempos de Cólera" não havia na biblioteca da minha faculdade, por isso fiquei-me pela "Crónica", que tenho muita curiosidade :)

WhiteLady: Allende é outra que tenho de ler. A minha mãe adora!
Tita disse…
Do Sepúlveda li "Diário de um killer sentimental" há muitos anos e na altura gostei mas já não me recordo da história. No entanto tenho curiosidade no livro que esperas ler.
Do Gabriel García Márquez só li um livro (memórias das minhas putas tristes) e não fiquei muito impressionada, mas falam tão bem do "Cem Anos de Solidão", "Amor em Tempos de Cólera" e "Crónica de uma Morte Anunciada", que quero ler um dia.
Do Vargas Llosa ainda não li nada mas gostava de ler "A Tia Júlia e o Escrevedor".
Vou ficar à espera das tuas opiniões ;-)

Deixo-te duas sugestões: Isabel Allende e Laura Esquivel =)
tonsdeazul disse…
De Sepúlveda gostei desse, d' "As Rosas de Atacama" e "História de uma Gaivota e do Gato que A Ensinou a Voar". Gosto da escrita do autor, mas já o autor em si é pouco de simpatias. Tive a oportunidade de estar com ele na Feira do Livro de Lisboa e fiquei muito desiludida com a sua forma de estar com os seus leitores...
De Jorge Amado esse é mesmo o meu preferido, mas ainda me faltam ler muitas obras do autor.
De García Márquez gosto de todos os livros do autor. Tenho a certeza que vais ficar fã do autor. ;) Só "O outono do Patriarca" é que não me convenceu. Acho que tenho de voltar a lê-lo...
O único que li de Cortázar foi "O jogo do mundo - Rayuela" e achei algo confuso. Não me agradou.
Vargas Llosa e Leticia Wierchowzki nunca li. Estou em falta. :)
Aconselho ainda Isabel Allende, Machado de Assis, Carlos Drummond de Andrade e Pablo Neruda.
Boas leituras!
Diana Marques disse…
Tita: Em relação ao García Márquez, dizem-me sempre para não começar pelo "Cem Anos de Solidão", para ler outros e então, depois, aventurar-me. Isabel Allende até tenho livros dela cá em casa, porque é uma autora de que a minha mãe gosta muito. Eu é que ainda não me decidi a ler :P

tonsdeazul: Gostarmos muito de um autor e, depois, pessoalmente ele desiludir é, realmente, mau...
De todos os autores, aquele sobre o qual tenho mais expectativa é mesmo o García Márquez. Espero gostar :) Estou agora a ler o livro da Leticia Wierzchowski e estou a gostar bastante, apesar de ainda estar no início. É romance histórico, só que passado num contexto que não conheço bem, que é o da história brasileira.
E obrigada pelas recomendações ;)