30 de março de 2009

Gostos que se vão descobrindo

Quem me conhece sabe que eu gosto bastante de ler e não sou esquisita com o tipo de livros, embora prefire ler mais uns do que outros... De qualquer maneira, literatura de fantasia nunca foi o meu tipo embora a Trilogia das Jóias Negras de Anne Bishop me tenha aberto as portas para esse mundo que eu adorei.
Hoje tive uma aula de Literatura e Cultura Irlandesa fascinante. Foi a primeira aula em que falámos das lendas e mitologia celta da Irlanda: os seus deuses, a figuração feminina da terra, da Irlanda, os vários ciclos heróicos e, escusado será dizer que eu adorei! A professora que estava a dar a aula, Angélica Varandas, tem inclusivé um livro sobre isto chamado Mitos e Lendas Celtas - Irlanda (porque há também do País de Gales e da Escócia) e mencionou outros livros que se baseiam nestas lendas ou que contam estas lendas. E é aqui que vem parar o assunto sobre fantasia do primeiro parágrafo.
Os livros recomendados por ela, para quem gosta desse tipo de literatura, foram Os Corvos de Avalon, de Marion Zimmer Bradley e o primeiro livro da Trilogia Sevenwaters de Juliet Marillier, A Filha da Floresta. Óbvio que fiquei de imediato interessada e são livros que decerto irei ler. Já estão aqui na lista!
Se alguém já leu e tem uma opinião formada para aconselhar, ou não, quem nunca leu, está à vontade para se pronunciar! =)

9 comentários:

Alice disse...

Já os li todos e posso dizer que Marion Zimmer Bradley e Juliet Marilier são duas das minhas autoras preferidas. O fantástico também é o meu género preferido de modo que sou um pouco suspeita mas...lê, lê mesmo porque acho que vais adorar.

Canochinha disse...

Diana, Juliet Marillier é uma das minhas escritoras preferidas. Recomendo-te não só "A Filha da Floresta", como também os dois seguintes da trilogia Sevenwaters, "O Filho das Sombras" e "A Filha da Profecia". :)

Diana disse...

Bem, estou a ver que vou ter mesmo que me despachar com o livro da Jane Austen para mergulhar numa dessas escritoras durante as férias da Páscoa :)

Cristina Bernardes disse...

Apoio tanto o comentário da Alice como da Canochinha...
Juliet Marillier e Marion Zimmer Bradley, sem dúvida as melhores autoras do género e as minhas preferidas...
Acho que já li tudo tanto de uma como da outra.

ClaudiaV disse...

Gosto de ambas! :) Vais adorar! Eu depois de ter lido a filha da floresta fiquei viciada na Juliet Marillier.
Nao li os corvos de Avalon mas li varios da Marion Zimmer Bradley. E gostei de quase todos. Aconselho os 4 livros das Brumas de Avalon.

Diana disse...

Ai, ai...com tantas opiniões animadoras vou ter mesmo que ler esses livros! É pena é que as férias sejam curtas e eu tenha demasiadas coisas para fazer e não vou conseguir dedicar tanto tempo à leitura como queria... mas, mais tarde ou mais cedo, eu vou ler!! :)

Livros e Outras Coisas disse...

A Angélica foi minha colega na FLUL e nutria uma verdadeira paixão pelos mitos arturianos.
De todos estes livros, conheço melhor um dos volumes que ela publicou sobre a mitologia Celta.
Diga-se de passagem que partilho estes mesmos gostos pela mitologia Celta, pelas narrativas que abordam o universo arturiano.
Acho que essa disciplina deve ser fascinante, Diana. :)

Uma sugestão mais: Chrétien de Troyes e as suas narrativas.

Diana disse...

Ela foi professora convidada na nossa aula de Literatura e Cultura Irlandesa, por isso nunca tive aulas com ela, apesar de ouvir maravilhas suas. Mas essa aula em que ela esteve a falar sobre a mitologia celta foi o bastante para aguçar ainda mais a minha curiosidade e realmente era visível o gosto por aquilo que ela nos estava a transmitir.
As aulas são sempre melhores quando se nota que os professores gostam mesmo daquilo que estão a dar :)

E obrigado pela sugestão!

Livros e Outras Coisas disse...

Como falámos de filmes no LOC, aqui deixo mais uma sugestão, Diana: Excalibur de John Boorman. Já tem uns aninhos.
Concordo em absoluto com
"As aulas são sempre melhores quando se nota que os professores gostam mesmo daquilo que estão a dar". O mesmo se passa quando sentimos entusiasmo por parte dos alunos. ;) É tão compensador...