27 de janeiro de 2011

Novidades Bis para Janeiro

Da nova série de títulos da colecção BIS (livros de pequeno formato que integra os grandes títulos clássicos e contemporâneos da literatura nacional e mundial), que chegarão aos pontos de venda na próxima segunda-feira, dia 31 de Janeiro, fazem parte as seguintes obras:

Título: Tanta Gente, Mariana
Autor: Maria Judite de Carvalho
Género: Romance
Páginas: 144
Sinopse:
"Maria Judite Carvalho (1921-1998) foi a escritora da solidão e dos silêncio das ‘palavras poupadas’. Fez, nas suas novelas e contos, o retrato irónico e desencantado da pequena burguesia lisboeta, das frustrações e desistências das mulheres e dos velhos, de toda uma sociedade lentamente envenenada pela moral hipócrita do fascismo português. Aliando o humor à arte da concisão e da reticência, sempre convidou o leitor a entrar nas suas histórias e completá-las, a vivê-las de algum modo. Foi sem dúvida uma das maiores ficcionistas do nosso século XX"
Urbano Tavares Rodrigues

Título: O Falador
Autor: Mario Vargas Llosa
Género: Romance
Páginas: 256
Sinopse:
"Romance de dois mundos e duas linguagens, O Falador, de Mario Vargas Llosa, é uma obra que de novo arrasta os leitores para o interior do universo de magia e exotismo próprio do grande escritor peruano. Trata-se de uma ficção que sistematicamente contrapõe os ambientes da selva e da cidade, espelhando desse modo duas atitudes opostas face à vida e aos seus valores. Um narrador moderno e racional e o contador de histórias de uma tribo amazónica asseguram e estruturam em alternância o desenvolvimento do relato."

Título: A Insustentável Leveza do Ser
Autor: Milan Kundera
Género: Romance
Páginas: 400
Sinopse:
"Um livro extraordinário e seguramente um dos romances míticos do Século XX, uma daquelas obras raras que alteram o modo como toda uma geração observa o mundo que a rodeia."





Título: Jogos de Azar
Autor: José Cardoso Pires
Género: Contos
Páginas: 176
Sinopse:
"Uma originalidade exemplar que se deve, sobretudo, à imaginação verbal e à extraordinária multiplicidade dos ângulos da sua escrita."
Luciana Stegagno Picchio, La Reppublica - Roma

Sem comentários: