16 de março de 2011

Civilização edita "Charlie e a Fábrica de Chocolate", bem como o novo romance de Tim Pears

Título: Charlie e a Fábrica de Chocolate
Autor: Road Dahl
Sinopse:
"Charlie Bucket adora chocolate. E o Sr. Willy Wonka, o mais prodigioso inventor do mundo, vai abrir as portas da sua maravilhosa fábrica de chocolate a cinco crianças sortudas. Charlie e a Fábrica de Chocolate, um dos maiores best-sellers de todos os tempos, com mais 13 milhões de cópias vendidas, e com duas adaptações ao cinema, regressa às livrarias com a chancela da Civilização. O seu autor, Roald Dahl, um dos maiores escritores de sempre da literatura juvenil, vendeu mais de 100 milhões de livros – em 45 línguas. A Civilização tem a exclusividade de publicação da sua obra. Uma das histórias mais conhecidas de Roald Dahl, publicada a primeira vez em 1964 e que envolve muitos rebuçados cintilantes, gulodices sinuosas e um rio de chocolate derretido, já mereceu duas adaptações ao cinema. Na mais recente, filmada em 2005 pelo realizador Tim Burton, Johnny Depp dá vida ao extravagante Willy Wonka, papel que é assumido por Gene Wilder na versão anterior de Mel Stuart, filmada em 1971. O esboço de argumento do primeiro filme, reescrito por David Seltzer, é do próprio Dahl."

Título: Regresso às Raízes
Autor: Tim Pears
Páginas: 224
Sinopse:
"Criado na fronteira galesa por uma mãe afectuosa mas alcoólica, Owen Ithell cria um sentido de identidade próprio centrado nas longas visitas à pequena quinta dos avós nas colinas. Já adulto, Owen muda-se do campo da sua infância para uma cidade inglesa onde constrói uma nova vida, trabalhando como jardineiro. Conhece Mel, com quem tem filhos. Owen acredita que encontrou a felicidade – e o amor. Mas, depois de um acidente de carro, no qual a filha morre e ele perde uma mão, o curso da sua vida e das vidas dos que mais ama muda para sempre. Incapaz de trabalhar, alienado e legalmente separado da família, é perseguido por pensamentos suicidas. Em desespero, resolve reencontrar-se com o seu passado e com o mundo da Natureza. Rapta os próprios filhos e embarca numa longa e trágica viagem a pé até à fronteira galesa da sua infância. No seu transtorno, a jornada é uma tentativa de compreensão da perda que sofreu. Poderoso, rico, evocativo e perfeitamente equilibrado entre a esperança da redenção e a ameaça da tragédia irrevogável, Regresso às Raízes é o romance mais seguro e sedutor de Tim Pears até à data."

Sem comentários: