31 de outubro de 2011

Leituras no Halloween!

Ora pois que chegamos ao final de Outubro e, consequentemente, ao chamado Halloween, ou Dia das Bruxas! Não é festividade a que eu ligue muito, até porque essa tradição não está tão enraizada na nossa cultura como está na cultura anglo-saxónica. Porém, achei que podia aproveitar a boleia e escrever uma coisita ou duas sobre a literatura de horror/gótica e, quem sabe, inspirar uns quantos a pegar nestes livros.

(imagem daqui)

Na sua génese, a literatura gótica terá surgido na segunda metade do século XVIII, sensivelmente a mesma altura em que surge o movimento do Romantismo e o primeiro livro deste género terá sido The Castle of Otranto, de Horace Walpole, de 1764.
Na minha opinião, o Gótico veio buscar muitas influências ao Romantismo: a ênfase nos sentimentos mais melancólicos, a redescoberta das paisagens naturais, misteriosas, o tom por vezes sombrio da poesia e narrativas românticas e o culto de emoções fortes como o medo e o terror. Além disso, nesta altura começou a haver um interesse maior pelo passado, principalmente a época medieval, a chamada Idade das Trevas, o que levou a um revivalismo da arte gótica na arquitectura e que passou, também, pela literatura.

Assim, podemos estabelecer algumas características-tipo deste género de ficção: o uso de elementos do sobrenatural, a presença de fantasmas ou de personagens enlouquecidas (quer desde o início, quer seja progressivamente ao longo da história), de ruínas de antigos edifícios, nevoeiros e brumas, mistérios, crimes, e todo um tom narrativo sombrio que faz o leitor permanecer em constante estado de alerta para o que quer que possa surgir de repente. É nesta altura que surgem as histórias dos lobisomens e vampiros.

Embora não seja nenhuma especialista neste tipo de literatura, é um género que me agrada bastante, principalmente se os livros forem deste período, século XVIII e XIX. Por isso, achei que devia deixar aqui algumas sugestões para aqueles que possam estar interessados em ler qualquer coisa deste género, escrito por autores deste período.

Um dos meus favoritos é Frankenstein, de Mary Shelley. A história de um cientista que enlouquece, que se quer igualar a Deus tentando "construir" um ser humano através de partes do corpo de diferentes cadáveres. Contudo, o monstro de Frankenstein acaba por lhe escapar pelas mãos e ganha vida própria, fora das restrições do seu criador. Aqui temos os elementos praticamente todos: o cientista louco, a criatura monstruosa, os perigos dos avanços da ciência, o tom sombrio da narrativa e do próprio ambiente onde se passa a história... Adorei este livro e permanece como um dos meus favoritos deste género. Agora que falo nele, até fiquei com vontade de o ler outra vez!



Também classificado como romance do género, está The Picture of Dorian Gray, de Oscar Wilde. Percebo a classificação, embora ache que há outros elementos que fazem com que este romance não se restrinja a, simplesmente, romance gótico ou de horror. Contudo, a personagem de Dorian Gray vai sofrer uma grande transformação e vai-se tornar verdadeiramente maléfico, fazendo com que todo o romance seja narrado de forma obscura.

Outro livro que eu adoro, dentro deste género, é o The Phantom of the Opera, de Gaston Leroux! Se gostam do filme, por favor leiam o livro. É muito mais do que o filme conta, para além de ter muito mais elementos de mistério e horror do que os filmes mostram. Absolutamente recomendado!!



Na categoria de contos, destaco o The Strange Case of Dr. Jekyll and Mr. Hyde, de Robert Louis Stevenson, que li numa antologia de literatura inglesa que tenho cá por casa. No início pode ser um pouco entediante, apesar do clima misterioso que envolve estas duas figuras, mas à medida que se aproxima do fim e onde tudo se revela, torna-se verdadeiramente arrepiante.
Um grande senhor deste género, e também na categoria de contos, é Edgar Allan Poe e aí posso recomendar praticamente todos os seus contos. Poe, apesar de americano, foi profundamente influenciado pelos românticos e pela literatura dessa época, transportando-a para o seu país de origem. Os seus contos são cheios de momentos de tensão, crimes, e uma atmosfera por vezes pesada e sufocante. Se querem mistério, crimes e terror, é com ele! Deixo-vos alguns títulos de contos da sua autoria: The Murders in the Rue Morgue, The Pit and the Pendulum, The Black Cat, The Purloined Letter e The Fall of the House of Husher.

Há ainda o incontornável Dracula de Bram Stoker, mas sobre esse não me posso pronunciar porque não li o livro até ao fim. Não por não estar a gostar, mas porque na altura não tinha tempo. Um dia volto a ele.
Neste momento, depois de acabar o último livro da saga Harry Potter, estou a pensar em lançar-me para H. P. Lovecraft, numa colectânea de contos que aqui tenho. Está a apetecer-me ler livros deste género! Talvez esteja inspirada pelo Halloween. Outros livros que pretendo ler deste género: The Hound of the Baskervilles, de Conan Doyle e The Monk, de Mathew Lewis.

E vocês, têm algum autor favorito deste género? Que outros livros/autores deste género conhecem e que possam recomendar? Aceitam-se sugestões de leitura! :)

3 comentários:

Patrícia Cálão disse...

Olá Diana!
Infelizmente, não tenho sugestões para dar, uma vez que nunca li nada do género. Mas vou aproveitar as tuas sugestões, especialmente a dos contos de Edgar Allen Poe. Tenho na estante uma colectânea de contos do autor e vou aproveitar o feriado para terminar o livro.

Bjs**

WhiteLady3 disse...

Ah! Para o ano tenho que fazer uma leitura temática Halloween!

Eu aconselho o Drácula, apesar de um pouco datado e de ir esmorecendo (achei o início bem mais interessante que a segunda metade), é uma boa leitura. Já li uma história do Poe e gostei bastante, tenho que ler mais. O Fantasma da Ópera é fabuloso, tenho de o reler, e O Médico e o Monstro valeu sobretudo pelo último capítulo. :)

Também aconselho A Abadia de Northanger da Jane Austen. Não é propriamente gótico mas uma crítica a esses romances, na medida em que a protagonista, fã desse género de livros, imagina-se no meio de um desses romances já que o ambiente sinistro em que se encontra encoraja-a a tal. Eu achei um livrinho interessante, é o meu segundo livro preferido da autora. :D

Diana Marques disse...

Patrícia: Edgar Allan Poe é uma óptima escolha :)

WhiteLady3: Eu também queria ter feito uma leitura temática de Halloween! Mas como ando a ler o Potter e não tenho tempo para muito mais, achei melhor ficar quieta.

O Drácula fiquei mais ou menos a meio, mas também senti que vai esmorecendo um pouco. Tenho que lhe pegar outra vez. No caso do Jekyll & Hyde é mesmo o último capítulo que faz todo o conto valer a pena :)
Da Austen ainda só li um livro, mas esse gostava de ler, apesar de ser uma sátira aos romances góticos da época.