22 de março de 2014

Danças na Floresta - Opinião

Título: Danças da Floresta
Autor: Juliet Marillier
Editora: Bertrand
Páginas: 336
Sinopse:
"Este livro da autora é inspirado no conto de fadas As Doze Princesas Bailarinas. É a história de cinco irmãs intrépidas, em luta com quatro criaturas sinistras, três misteriosos presentes mágicos, dois amantes proibidos e um sapo enfeitiçado. Há muitos mistérios na floresta. Jena e as suas irmãs partilham o maior de todos, um segredo fantástico que lhes permite escapar à vida diária nos campos da Transilvânia, e que mantiveram escondido durante nove anos. Quando o seu pai adoece e tem de abandonar o seu lar na floresta durante o Inverno, Jena e a sua irmã mais velha, Tati, ficam encarregues de cuidar da casa e das outras irmãs. O surgimento de um misterioso jovem de casaco preto faz nascer o amor numa das irmãs e, subitamente, Jena apercebe-se que tem de lutar para salvar aqueles que lhe são mais queridos. Acompanhada por Gogu, Jena tem de enfrentar grandes perigos para preservar não só as pessoas que ama, como também a sua própria independência e a da família."

Opinião:

Comecei a ler este livro para desanuviar da leitura de The Eagle and the Raven que, para além de ser um calhamaço, está a aborrecer-me um pouco. E como tinha este livro para encaixar num dos desafios mensais, decidi partir para ele.

Neste livro seguimos a história de cinco irmãs pelo olhar da segunda irmã mais velha, Jenica. Estas irmãs conseguem aceder ao Outro Reino nas noites de lua cheia, onde encontram fadas, anões, seres fantásticos e estranhos. Um mundo regido por leis e regras próprias, de onde brota a magia mas também o perigo. Jenica, ou na sua versão abreviada, Jena, é uma rapariga independente, o braço direito do pai nos seus negócios, a mais sensata das irmãs e com a peculiaridade de ter um sapo como seu melhor amigo, Gogu. Porém, com a ausência do seu pai, há perigos que rondam Jena e as irmãs, bem como o futuro da sua propriedade, Piscul Dracului. Perigos do Outro Reino e perigos do mundo "real".

Gostei bastante deste livro por causa de Jena e de Gogu. Jena é uma miúda com uma maturidade acima da das raparigas da sua idade, embora noutros assuntos ainda se veja a braços com uma incompreensão típica de uma adolescente. Apesar de tudo é uma rapariga forte, com convicções fortes e que se mantém fiel a elas. É ela que vai tentar resolver os problemas da família e é sobre ela que pendem todas as decisões. Por outro lado, o sapo Gogu é o companheiro de Jena que tem opiniões bastante vincadas e sobre o qual Jena se apoia e procura conselhos para os seus problemas. Gogu é o seu alicerce e mais fiel amigo. Já na esfera dos ódiozinhos de estimação, aquele primo Cezar é uma pessoa detestável! Cada vez que lia uma parte em que ele entrava, apetecia-me rasgar as páginas do livro! (nada temam, o livro está intacto e em bom estado...)

Adorei o facto de Juliet Marillier ter conseguido incorporar várias mitologias, várias tradições de contos de fadas que, de alguma forma, acabam por se conjugar de forma harmoniosa e fazer sentido dentro daquele mundo. Adorei o Outro Reino e as suas criaturas, a Clareira da Dança, Draguta e toda a narrativa à volta da família de Jena. Este é um livro com um tom mais juvenil, quando comparado com Sevenwaters mas, ainda assim, igualmente mágico, encantador e emocionante. Não ia com muita expectativas quando comecei a lê-lo, mas confesso que me surpreendeu com uma história relativamente simples, sem grandes surpresas, e que acabou por me agarrar.

5/6 - Muito Bom

(Esta leitura conta para os desafios Monthly Motif Challenge 2014 e TBR Pile Reading Challenge 2014)

2 comentários:

Neptuno_avista disse...

Também gostei muito deste livro. Há um a seguir, com outra irmã, "O Segredo de Cibelle"... :)
Beijinho

Diana Marques disse...

Sim, eu sei ;)
Beijinhos